Notícias

João Azevêdo inaugura Centro Integrado Multiusuário de Referência em Saúde em Campina Grande

publicado: 04/12/2019 16h27, última modificação: 04/12/2019 16h28
1 | 18
Fotos: Francisco França
2 | 18
3 | 18
4 | 18
5 | 18
6 | 18
7 | 18
8 | 18
9 | 18
10 | 18
11 | 18
12 | 18
13 | 18
14 | 18
15 | 18
16 | 18
17 | 18
18 | 18
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (12).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (3).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (5).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (6).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (9).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (10).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (13).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (15).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (18).jpg
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (22).JPG
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (23).JPG
04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (24).JPG
04_12_19 visita_fabrica_silvana_cg_fotos francisco franca (2).jpg
04_12_19 visita_fabrica_silvana_cg_fotos francisco franca (3).jpg
04_12_19 visita_fabrica_silvana_cg_fotos francisco franca (7).jpg
04_12_19 visita_fabrica_silvana_cg_fotos francisco franca (13).jpg
04_12_19 visita_fabrica_silvana_cg_fotos francisco franca (14).jpg
04_12_19 visita_fabrica_silvana_cg_fotos francisco franca (19).jpg

O governador Azevêdo inaugurou, nesta quarta-feira (4), no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, o Centro Integrado Multiusuário de Referência em Saúde da Paraíba. O investimento de R$ 2 milhões é destinado à impressão 3D e ao processamento de imagens médico-odontológicas de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, mamografia e raios-X e a impressão tridimensional de biomodelos para planejamento cirúrgico na área de cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial, ortopedia, cirurgia torácica e neurocirurgia.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou o esforço do governo para assegurar eficiência no atendimento à população. “Nós trabalhamos para que o povo da Paraíba tenha, cada vez mais, serviços qualificados. Essa parceria entre a Fapesq, a UEPB e o Hospital de Trauma é fundamental para oferecer o que há de mais moderno às pessoas e é isso que faz com que o Estado cresça ainda mais. Esse laboratório trará segurança médica e criará novas perspectivas para quem precisar de uma intervenção mais séria. Além disso, nós já autorizamos os primeiros passos para adquirir uma impressora de titânio tão logo saia a sua regulamentação no Brasil, o que representa o compromisso com o povo”, frisou.

O gestor também elencou os avanços na saúde do Estado este ano. “Nós lançamos o programa Opera Paraíba, que oferece dignidade às pessoas e acaba com o fim das filas de espera por cirurgias eletivas e aumentamos o número de transplantes porque todos têm direito a tratamento de melhor qualidade porque a população merece ser respeitada”, acrescentou.

O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, afirmou que o laboratório representa um momento histórico para a Paraíba e irá alavancar o atendimento do Hospital de Trauma de Campina Grande. “Por meio de um software, teremos impressas imagens tridimensionais, fazendo com que as cirurgias tenham um tempo mais curto, um exemplo é que procedimentos com seis horas de duração serão realizadas em uma hora e meia, reduzindo as complicações e melhorando os resultados estéticos. Esse laboratório já chama a atenção de outros estados, a exemplo da USP, que nos convidou a realizar esse trabalho de cirurgia torácica com 30 pacientes selecionados com fraturas múltiplas na costela e essa ação diminuirá o tempo de internação e salvará vidas”, declarou.

A diretora do Hospital de Trauma de Campina Grande, Ingrid Ramalho, comemorou o investimento. “É um momento único que a Paraíba está vivenciando, uma vez que esse laboratório é o primeiro do Brasil em Hospital de Trauma, o que vai trazer dignidade ao paciente uma vez que estamos fechando um ciclo do cuidado referente às sequelas de ortopedia, desenvolvendo um trabalho humano”, disse.

A unidade ficará sob a responsabilidade do Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (Nutes) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). O Centro Integrado foi aprovado em edital da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq) para a implantação do Centro Estadual de Infraestrutura Científica e Tecnológica de Caráter Multiusuário (CEICTM).

O secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado, evidenciou os trabalhos empreendidos pela gestão estadual para que os investimentos em pesquisa sejam revertidos diretamente para a população. “Esse é um edital que visa criar centros multiusuários em áreas como a saúde, água e desenvolvimento regional. Essa unidade entregue hoje terá um retorno muito grande para a sociedade porque se trata de uma tecnologia 3D sendo utilizada para o planejamento cirúrgico, reduzindo custos e melhorando a qualidade do atendimento, evitando cirurgias demoradas”, falou.

“A gente vai potencializar essa parceria entre a universidade e o Hospital de Trauma e, agora, com condições de otimizar serviços e de ganhar tempo e recursos, além das garantias que o próprio governador já deu para aquisição de novos equipamentos que vão aprimorar ainda mais os trabalhos”, avaliou o reitor da UEPB, Rangel Júnior.

“Esse edital visa aumentar a nossa competitividade de alguns núcleos de excelência. Isso demonstra a sensibilidade muito grande para esse ecossistema de inovação da Paraíba e de Campina Grande, que é um polo educacional e tecnológico do estado”, pontuou o presidente da Fapesq, Roberto Germano.

A solenidade foi prestigiada pela vice-governadora Lígia Feliciano, deputados estaduais, vereadores e auxiliares do Governo da Paraíba.

Visita à fábrica Silvana - Também na Rainha da Borborema, o governador João Azevêdo visitou a fábrica Silvana, pertencente ao grupo Assa Abloy. A empresa emprega 337 funcionários e fabrica e comercializa fechaduras, dobradiças e ferragens para portas, entre outros itens. Os produtos são distribuídos para todo o Brasil, Paraguai e Bolívia.

Durante conversa com diretores e funcionários da empresa, o governador reforçou o compromisso da gestão estadual com o crescimento econômico da Paraíba. “O governo tem como visão de que qualquer investimento que traga desenvolvimento passa a ser um projeto de Estado. Eu fiz questão de visitar as estruturas da fábrica para reafirmar que estamos investindo para fortalecer os empreendimentos que geram emprego e renda. O Centro de Convenções de Campina Grande, por exemplo, aquecerá a economia da região”, comentou.

O Grupo Assa Abloy foi constituído em 1994 e hoje compreende mais de 400 empresas subsidiárias em 70 países, ultrapassando a casa de 40 mil funcionários e faturamento de cerca de 7,3 bilhões de dólares.