Notícias

Governo do Estado e Consea concluem Conferência de Segurança Alimentar

publicado: 25/11/2019 10h16, última modificação: 25/11/2019 10h23
1 | 8
2 | 8
3 | 8
4 | 8
5 | 8
6 | 8
7 | 8
8 | 8
25_11_19 conferencia_estadual_desan (4).jpeg
25_11_19 conferencia_estadual_desan (5).jpeg
25_11_19 conferencia_estadual_desan (6).jpeg
25_11_19 conferencia_estadual_desan (7).jpeg
25_11_19 conferencia_estadual_desan (8).jpeg
25_11_19 conferencia_estadual_desan (3).jpeg
25_11_19 conferencia_estadual_desan (2).jpeg
25_11_19 conferencia_estadual_desan (1).jpeg

O Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-PB), em parceria com o Governo do Estado, realizou, entre os dias 21 e 22 de novembro, a 5ª Conferência Regional de Segurança Alimentar e Nutricional. O evento ocorreu na Federação Espírita Paraibana de João Pessoa e reuniu cerca de 130 participantes, entre gestores de políticas de Segurança Alimentar, representantes do poder público e delegados eleitos nas Conferências Regionais.

A realização contou com o apoio do Projeto Gestão e Consolidação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) na Paraíba, ligado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano e do Projeto Sisan Universidades, ligado às Universidades Federais.

A abertura do evento o correu na noite do dia 21, onde foi formada uma mesa solene com a participação do vereador Marcos Henriques, Mãe Renilda Albuquerque e Waldir Cordeiro, presidenta e vice-presidente do CONSEA- PB, Ângela Carolina de Medeiros, Coordenadora do projeto Gestão e Consolidação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN na Paraíba, Roselita Victor, representante do Consea municipal de Remígio, além de Nayara Côrtes, representante  da Organização pelo Direito Humano à Alimentação e à Nutrição Adequadas (FIAN Brasil), que proferiu a palestra sobre o tema da Conferência: “Segurança Alimentar e Nutricional: direito de todas e todos”.

Durante sua explanação, Nayara Côrtes falou sobre os impactos do nosso sistema alimentar e os desafios atuais para garantia da alimentação adequada: “Nosso sistema alimentar está gerando fome, desnutrição, obesidade e acabando com o meio ambiente, ou a gente muda esse sistema ou não vamos mais ter planeta. Neste momento, o alimento está no centro de todas as discussões, precisamos pensar sobre o que comemos e sobre a forma como comemos, que a gente possa sair daqui com mais forças para lutar pela segurança alimentar e com mais ideias sobre como fazer isso”, ressaltou.

Na manhã do sábado (22), os participantes se reuniram mais uma vez, formando grupos de trabalho onde foram discutidos todos os eixos e encaminhamentos das Conferências Regionais.

Com a realização desse evento, fecha-se o ciclo de Conferências deste ano na Paraíba. Ao todo foram realizadas cinco conferências: duas em João Pessoa, uma em Campina Grande, uma em Sumé e outra em Patos. Representantes dos Conseas estaduais de todo o Brasil estão se mobilizando para realizar a Conferência Popular de Segurança Alimentar em 2020. Todos os encaminhamentos saídos das conferências realizadas na Paraíba e nos demais estados irão subsidiar a construção dos Planos Estaduais de Segurança Alimentar e Nutricional, bem como o Plano Nacional.

Por meio do Projeto de Consolidação do Sisan na Paraíba, o governo do Estado tem desenvolvido estratégias para mobilização dos gestores municipais, sociedade civil e dando apoio ao CONSEA PB para que a segurança Alimentar seja reforçada no estado. “O objetivo maior do projeto é promover a adesão dos municípios ao SISAN, e sendo a conferência um dos componentes desse Sistema, procuramos nos envolver nesta atividade e em todas as outras que possuem relação com a  Segurança Alimentar, levamos muito a sério o compromisso do Governo da Paraíba em combater a fome e garantir o Direito Humano à Alimentação Adequada, é uma causa muito nobre e um trabalho muito importante”, afirmou Ângela Carolina de Medeiros, coordenadora do projeto.