Notícias

Governo disponibiliza RG para alunos das escolinhas de futebol

publicado: 07/11/2019 13h01, última modificação: 07/11/2019 16h45
1 | 4
Fotos: Luciana Bessa
2 | 4
3 | 4
4 | 4
sedh emissao de rg para meninos de escolinhas de futebol foto luciana bessa (8).JPG
sedh emissao de rg para meninos de escolinhas de futebol foto luciana bessa (1).JPG
sedh emissao de rg para meninos de escolinhas de futebol foto luciana bessa (3).JPG
sedh emissao de rg para meninos de escolinhas de futebol foto luciana bessa (5).JPG

Cidadania e inclusão são palavras que definem a ação do Governo do Estado, que, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), emite, nesta semana, cerca de 300 Registros Gerais (RGs) para crianças e adolescentes inseridos nas escolinhas de futebol dos Centros Sociais Urbanos (CSUs).

Participam da ação, que vai até a próxima sexta-feira (8), as escolinhas dos CSUs dos bairros do Geisel, Rangel, Mandacaru e da cidade de Santa Rita, além do Centro de Atividades e Lazer Padre Juarez Benício (Cejube), localizado no bairro de Gramame.

 As crianças e adolescentes têm de 8 a 15 anos de idade e estão sendo levadas junto com os familiares, em transporte da Sedh, à sede do Programa Cidadão, localizado no Centro de João Pessoa, para emissão gratuita de seus documentos.

Segundo o coordenador de Esportes da Sedh, Carlos Antônio dos Santos “percebendo a carência das crianças e adolescentes envolvidos no projeto das escolinhas, em relação à documentação, tivemos essa ideia de fazer essa ponte para a retirada da documentação tão necessária a eles”, contou.

Para Lindemberg Brito, da coordenação do CSU da Sedh, “O projeto das Escolinhas de Futebol dos CSUs é audacioso. Sabemos que o desenvolvimento humano perpassa por diversas áreas e aqui, nesta ação, fazemos cidadania na ponta. É a Proteção Social através do esporte. A coordenação está muito feliz com o apoio”.

David Felix do Nascimento, de 10 anos, é morador do Engenho Velho, e frequenta a escolinha de futebol do Cejub. Acompanhado de sua mãe, a dona de casa, Giliane Felix de Lima, ele falou entusiasmado. “Eu estou muito feliz por poder tirar minha identidade. Com ela, minha mãe vai poder marcar meus exames, fazer a matrícula da escola e me inscrever nos jogos”, complementou David.

Rita de Cássia Lelis acompanhou seu filho, João Carlos e o sobrinho Welligton Souza na retirada do RG. “Para mim facilitou muito! Eu não tenho muito tempo livre, então conseguir retirar a documentação das crianças com essa facilidade, está sendo ótimo. O transporte foi nos pegar no Cejube e vai nos deixar. Sem contar que essa identidade servirá também para acesso ao hospital, na escola, e para viajar”, enfatizou.

A emissão da documentação é realizada pelo Programa Cidadão, que visa proporcionar às pessoas de baixa renda os meios necessários para a legalização junto aos órgãos públicos federais, estaduais e municipais, através da emissão e regularização de documentos.

Segundo o gerente do Programa Cidadão, Roberto Leite, o Programa já tem esse perfil de levar seus serviços para junto do povo. "Sabemos a carência dos usuários do CSUs e as dificuldades das famílias de vir tirar os documentos. Por isso, hoje estamos felizes em acolher essas crianças e suas famílias”, ressaltou.

O Programa Cidadão neste ano já atendeu mais de 110 municípios do estado, com emissão de cerca 140 mil documentos.