Notícias

FUNDAC PROMOVE CURSO DE EMBELEZAMENTO DE SOBRANCELHAS PARA SOCIOEDUCANDAS

publicado: 25/11/2019 12h00, última modificação: 25/11/2019 12h03
unnamed (3).jpg

 

Desenvolver as aptidões por meio da profissionalização. Essa é a proposta da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac), ao promover cursos para adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa. Na manhã desta sexta-feira (22), as adolescentes do Centro de Atendimento Socioeducativo Rita Gadelha, que tiveram mais uma oportunidade de conhecer um pouco do universo da beleza, foram certificadas pelo curso Oficina de Embelezamento de Sobrancelhas, por meio da Fundação de Educação, Tecnológica e Cultural da Paraíba (Funetec).

A Oficina faz parte de um pacote de cursos que estão sendo promovidos pela Fundação para que os socioeducandos tenham a oportunidade de, cada vez mais, conhecer novas profissões, se capacitar e ter em mãos certificados que contribuam com o processo de socialização, após o cumprimento da medida.
“Uma iniciativa apoiada pela presidência, diretoria técnica, direções e equipes técnicas das Unidades com o propósito único de garantir que os adolescentes e jovens, em cumprimento de medida, em meio fechado, tenham acesso às atividades complementares com foco na profissionalização”, explicou Silvana Cibelle, coordenadora do eixo profissionalização da Fundac.

“Entrar em uma Unidade Socioeducativa e sair outra pessoa não é apenas uma proposta da Fundac, e sim, uma realidade que está no nosso cotidiano de trabalho. O olhar sensível da Fundac para a unidade feminina tem feito toda a diferença no cumprimento da medida socioeducativa e para o entendimento das internas durante a passagem pela Unidade. Quando as socioeducandas identificam que a ressocialização tem uma proposta diferenciada, elas já têm outro olhar”, ressaltou Sheila Gonçalves, vice-diretora do Centro de Atendimento Socioeducativo Rita Gadelha.

R.B. é uma das socioeducandas que mais se interessa pelas oficinas que trabalham a beleza feminina. “Gosto da área de embelezamento. Estética é a área que eu quero me profissionalizar. Eu acho ótimo quando acontece esse tipo de curso na Unidade porque é uma forma da gente se ocupar. Na escola temos o projeto de vida e com os cursos temos a oportunidade de conhecer várias profissões e adequar ao nosso próprio projeto de vida pessoal”, lembrou a socioeducanda.

Tarciana Pereira da Silva, professora de estética, ministrou pela primeira vez o curso de designer de sobrancelha para as socioeducandas e relatou que ficou encantada com o trabalho. “Essa foi a primeira vez que ministrei curso para socioeducandas e eu simplesmente amei. Foi muito bom ver o entusiasmo das adolescentes durante o curso. Percebi que a maioria delas tem dom para estética, e as que não tiveram interesse, acabaram sendo estimuladas e participaram da mesma forma”, relatou a profissional.

“Entender o universo feminino do qual essa unidade demanda é compreender a realidade e as potencialidades delas. Temos a certeza que os cursos voltados para beleza, confeitaria, confecção de bonecas, tudo é pensado e bem específico, por isso o sucesso é tão grande. Porque elas gostam, se identificam e todas saem daqui com uma bagagem de certificados muito diferenciada para o mercado de trabalho”, acrescentou a vice-diretora do Centro de Atendimento Socioeducativo Rita Gadelha.