Notícias

Banda Musical de Reeducandos da Penitenciária Geraldo Beltrão se apresenta na Secretaria da Educação

publicado: 18/11/2019 11h46, última modificação: 18/11/2019 11h46
1 | 11
2 | 11
3 | 11
4 | 11
5 | 11
6 | 11
7 | 11
8 | 11
9 | 11
10 | 11
11 | 11
1897d689-0743-414d-80a2-3d2922682f6c.jpg
0e13d0d5-fa63-49de-86b4-286e8553c4d7.jpg
1e0f37e5-9bc7-44ce-b693-0d271feb3c74.jpg
474ae09d-5dd8-4aa3-92a9-03a9ddc95d5a.jpg
8753552a-20a9-48b4-a720-c9d3c331b33b.jpg
9285548e-dcf0-49dc-93d9-bb732d0384de.jpg
c1fb67d6-8dfb-4ebc-9d27-bf5800a0b0eb.jpg
c7ef9474-94af-41bd-baf8-016803578c0a.jpg
d1e94590-d8ef-4d48-99f9-8ae7af0b8ffa.jpg
d93700fc-c344-4d21-830f-7ed89948a29c.jpg
f121976a-2506-410e-be6d-bf9f8fe5caac.jpg

 

A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) por meio da Penitenciária de Segurança Máxima “Criminalista Geraldo Beltrão”, participou de atividade de acolhida promovida pela Secretaria de Estado da Educação, Ciências e Tecnologias. O evento aconteceu nesta segunda-feira (18) no térreo da Educação através do Projeto Educação nas Prisões.

A Seap participou com a banda RPG – “Resgatados Pela Graça”, formada por seis reeducandos. O grupo cantou louvores autorais e canções da MPB. No ano passado a banda gravou um CD. Os reeducandos aprenderam a tocar instrumentos através do professor Beto Tavares dentro da ação educação musical.

O diretor da Penitenciária “Geraldo Beltrão”, João Sintônio Rosas, destacou que o projeto musical também se estende à Penitenciária de Feminina “Júlia Maranhão”, com parceria do TJPB, a Secretaria da Educação e a Igreja Universal, que, através da UNP – Universal nos Presídios, ofereceu um café da Manhã, sob a liderança do Bispo Miguel Soares. “Estamos aqui para uma pequena colaboração com esse café da manhã, como já fazemos na Administração Penitenciária, nos presídios”. Artesanato confeccionado por reeducandos foi exposto no evento.

João Sintônio Rosas, afirmou que a educação “A banda RPG é um grande exemplo de que a educação transforma, a educação liberta, possibilita uma mudança de vida efetiva. Ressocialização é possível sim, acredito. Eles são guerreiros, vão sair de cabeça erguida e transformar seu destino”. O diretor adjunto da unidade, Berg Moura, também participou da atividade no térreo da Secretaria da Educação.

Eliane Aquino, coordenadora estadual do projeto Educação nas Prisões, que integra a Secretaria da Educação, afirma que o programa é uma ação de transformação dentro das 46 unidades prisionais envolvidas, com todo o segmento de ensino, da alfabetização ao ingresso à universidades. Ela agradeceu aos parceiros, como a Seap, os professores e a Igreja Universal, pela acolhida.

 

registrado em: ,