Notícias

Parceria Governo e IFPB oferta curso de eletricista a reeducandos e egressos

publicado: 03/12/2019 16h49, última modificação: 03/12/2019 16h49
1 | 5
2 | 5
3 | 5
4 | 5
5 | 5
governo do estado e IFPB oferta curso de eletricista a reeducandos (1)a.jpg
governo do estado e IFPB oferta curso de eletricista a reeducandos (2)a.jpg
governo do estado e IFPB oferta curso de eletricista a reeducandos (3)c.jpg
governo do estado e IFPB oferta curso de eletricista a reeducandos (4)d.jpg
governo do estado e IFPB oferta curso de eletricista a reeducandos (6)g.jpg

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), vai firmar Termo de Cooperação Técnica com o Instituto Federal da Paraíba (IFPB), campus João Pessoa, para capacitar jovens do regime aberto, em liberdade condicional e pessoas egressas do Sistema Penitenciário nos cursos de Eletricista Predial e Residencial, Informática Básica e Empreendedorismo.

A capacitação acontecerá no período de abril a novembro de 2020. Os 20 reeducandos e egressos serão selecionados nos próximos meses. Quem for matriculado nos cursos terá direito a uma bolsa mensal no valor de R$ 878,70 e no término da capacitação bolsa no valor de R$ 250,00 para aquisição de ferramentas de trabalho.

O Termo de Cooperação Técnica foi discutido na manhã desta terça-feira (3) na Seap, entre o secretário Sérgio Fonseca, a gerente executiva de Ressocialização, Ziza Maia, o chefe de gabinete, Josinaldo Lucas, e a Pró-Reitora de Extensão e Cultura do IFPB, Cledenedia Oliveira.

O secretário Sérgio Fonseca afirmou que o Governo do Estado, por meio da Seap, dá mais um passo importante na política de reintegração social proporcionando inclusive capacitação profissional a egressos e reeducandos. “O Projeto Alvorada é um projeto de inclusão social e coincide com a política de governo do nosso governador João Azevêdo, que é a de dar oportunidade para os nossos reeducandos e, sobretudo, para os egressos. Temos certeza que essa parceria com o IFPB irá gerar vários frutos positivos, estaremos dando oportunidade a essas pessoas a resgatarem a sua cidadania voltando para o mercado de trabalho, então será muito positivo também para a sociedade em geral”.

A gerente executiva de Ressocialização da Seap, Ziza Maia, informou que a secretaria já tem um banco de dados e vai utilizá-lo para fazer a pré-seleção de pessoas com o perfil estabelecido no projeto, além de realizar um chamamento para entrevistas com outras pessoas. Vai ser feita uma seleção com um número superior as 20 vagas ofertadas para contemplar o banco de dados da Gerência de Ressocialização.

A pró-reitora de Extensão e Cultura do IFPB, Cledenedia Oliveira, explicou que o Termo de Cooperação Técnica será assinado em breve com a Seap e que os reeducandos e egressos do sistema prisional terão na verdade três capacitações: eletricista de manutenção predial, informática básica e empreendedorismo.

O professor Franklin Garcia Figueiredo, coordenador geral do Projeto Alvorada, em parceria com IFPB e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), destacou que o projeto foi formatado em 2018 e em fevereiro de 2020 começa a ser executado. “A ideia da escolha do curso foi justamente para dar uma certa autonomia ao reeducando e ao egresso, tanto poderá buscar trabalho no campo formal como atuar como profissional autônomo. Teremos toda uma equipe que irão acompanhá-los”. Professor, doutor, psicólogo, assistente social, coordenador geral e pedagógico, com toda assistência para que eles iniciem e concluam a capacitação.

Serão cinco meses de capacitação e três meses de estágio. No período do estágio, o IFPB fará contatos com ONGs e empresas visando absorver a futura mão de obra. “A gente vai ajudar com a qualificação e com isso eles terão melhores chances de serem inseridos no mercado de trabalho”, pontuou o professor Franklin.  Já o professor Alan Melo Nóbrega, engenheiro eletricista, será o coordenador pedagógico na capacitação.