Notícias

39 SOCIOEDUCANDOS PARTICIPAM DO ENEM PPL NA PARAÍBA

publicado: 12/12/2019 19h43, última modificação: 12/12/2019 19h43
prova-enem-2019.jpg

Sonhando com uma melhor formação e com a oportunidade de seguir na vida com um futuro promissor, de mudanças e boas perspectivas, 39 socioeducandos que cumprem medidas nas unidades da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac), na Paraíba, se submeteram ao Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL), na terça (10/12) e quarta-feira (11/12). As provas foram aplicadas nas próprias unidades.

Para o presidente da Fundac, Noaldo Meireles, a participação dos jovens socioeducandos no Enem é uma oportunidade de mudança de vida e a construção de um futuro melhor. “A equipe da Fundac tem se preocupado com o projeto de vida desses jovens, essa é uma boa oportunidade de mudança”, destacou.

A diretora técnica da Fundac, Waleska Ramalho, disse que “o Enem da socioeducacão representa o esforço de um conjunto de atores para que os adolescentes e jovens tenham a possibilidade de acessar uma vaga no ensino superior e técnico”.

As provas do Enem PPL são aplicadas por uma banca formada por profissionais da Fundação CESGRANRIO, com a colaboração de coordenadores das unidades, todos capacitados para esta finalidade.

O Ministério da Educação (MEC) usa os mesmos aplicados para o Enem regular, com o mesmo grau de dificuldade de avaliação do aluno. Da mesma forma que os alunos regulares, os socioeducandos que forem aprovados também terão acesso ao ensino superior por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Atualmente, a população de adolescentes e jovens que cumprem medidas protetivas nas unidades socioeducativas da Paraíba é de 393. Dados colhidos até o dia 10 de dezembro de 2019. Desses, fizeram provas do Enem PPL: 25 da Unidade CEJ; 02 da Semiliberdade; 04 do CSE; 03 do CEA/Sousa e 05 do Lar do Garoto.