Notícias

No Sertão, Segurança discute estratégias de enfrentamento à violência em 2020

publicado: 07/01/2020 16h16, última modificação: 07/01/2020 16h22
1 | 4
2 | 4
3 | 4
4 | 4
Reunião Catolé do Rocha 2.jpg
Reunião Catolé do Rocha 3.jpg
Reunião Catolé do Rocha.jpg
Reunião Catolé do Rocha.jpg

Os gestores do Sistema de Segurança da Paraíba estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (7), na cidade de Catolé do Rocha, Sertão, para discutir as estratégias de enfrentamento à violência este ano, com o objetivo de alcançar resultados ainda melhores de reduções dos assassinatos, roubos, ações contra bancos e desarticulação de quadrilhas no Estado e em região de divisas. Em encontro estratégico, o secretário da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, e integrantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Civil e do Sistema Penitenciário, analisaram os números alcançados em 2019 e traçaram novas ações e operações.

O secretário agradeceu o empenho dos profissionais e destacou a união das forças de segurança e a parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária como fatores que vêm contribuindo para a redução dos índices criminais. “Trago aqui o agradecimento do governador João Azevêdo pelo esforço de cada policial militar, civil, bombeiro militar e policial penal, que juntos, unidos e integrados, foram responsáveis pelos resultados alcançados no ano passado. Essa redução beneficia o povo paraibano como um todo e vamos buscar alcançar novas metas”, comentou Jean Nunes, ressaltando ainda presença do consultor Manoel Ferreira na reunião.

A fala do secretário fez referência, principalmente, à queda do índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Paraíba, em 2019, ano em que a segurança pública conquistou o melhor resultado desde que o Programa Paraíba Unida pela Paz foi criado.

Entre os resultados alcançados, a cidade de Cabedelo, que fica na região metropolitana de João Pessoa e atingiu índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Outros exemplos são a zona oeste de Campina Grande e a região de Monteiro, que tiveram redução significativa de mortes por 100 mil habitantes. Um relatório anual de indicadores criminais será divulgado pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social ainda no mês de janeiro.

Estiveram presentes na reunião, além do secretário Jean Nunes, o secretário executivo da pasta, Lamark Victor Donato, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Marcelo Araújo, o delegado geral da Polícia Civil, Isaías Gualberto, o secretário de Administração Penitenciária, tenente-coronel Sergio Fonseca, e o secretário executivo de Administração Penitenciária, João Paulo Barros, além dos gestores que atuam nas Áreas Integradas da Segurança Pública (Aisp) no Sertão.