João Pessoa
Feed de Notícias

Wilbur Holmes toma posse e prioriza o aumento da arrecadação do Porto

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 - 20:20 - Fotos: 
O novo presidente da Companhia Docas, Wilbur Holmes Jácome, e o vice-presidente, Antônio Ricardo de Andrade, tomaram posse no final da tarde desta segunda-feira (24) após terem seus nomes homologados pelo Conselho Administrativo do órgão. Wilbur Holmes colocou como prioridade recuperar as potencialidades do Porto de Cabedelo para o incremento da arrecadação do ICMS, saindo dos atuais R$ 400 milhões ao ano, para R$ 700 milhões. A cerimônia de posse contou com a presença do governador Ricardo Coutinho (PSB) e do vice-governador, Rômulo Gouveia (PSDB).   

O jornalista e consultor em comércio exterior, Wilbur Holmes Jácome, disse que a ideia é prospectar novos usuários e estimular o que já existe no porto, trabalhando dentro do viés comercial. Ele destacou que um segundo ponto importante é integrar o porto aos projetos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

Wilbor também irá priorizar o término das obras de aumento do calado do porto até o final do primeiro trimestre deste ano, o que irá facilitar a prospecção de novos negócios para o Estado. “Com isso, o canal de acesso dos navios irá ter aproximadamente 11metros (na quota de maré zero). Atualmente, tem apenas 9,14metros, o que impede a chegada de navios de grande porte”, completou

Na visão do presidente, existem áreas no porto que precisam ser melhor utilizadas para gerar mais receita, como armazenagem e mais agilidade da distribuição das cargas. O presidente acrescentou que o porto é uma ferramenta de cabotagem (navegação entre portos no país) e deve atrair empresas que distribuem seus produtos por via terrestre. “Tem muita empresa na Paraíba que utiliza frete terrestre e que poderia se unir e utilizar o frete marítimo entre os portos que é mais barato, mais seguro e menos danoso a carga”,defendeu.

“Porto é viável” – O governador Ricardo Coutinho disse que crê na viabilidade do Porto de Cabedelo, tanto que sempre defendeu a revitalização do local, antes de pensar na construção de um outro porto no Estado.  

O governador acredita quer um dos desafios do porto será dialogar com as forças produtivas do Estado e a Cinep, pois muitas vezes empresas recebem benefícios, mas não conseguem reconhecer o caráter estratégico do porto de Cabedelo para escoar a sua produção. “É fundamental abrir uma via de mão dupla. A capacidade de operação do porto precisa estar presente em qualquer tipo de incentivo fiscal para indústrias se instalarem na Paraíba”, frisou.

Audiência – Ricardo anunciou que agendará uma audiência nos próximos dias com o secretário nacional dos portos com objetivo de integrar o porto na perspectiva de atração de investimentos do PAC e mapear investimentos conjuntos para que o Estado consiga alcançar um nível maior de desenvolvimento.

“O Porto não é importante apenas para Cabedelo, mas para a Paraíba. Portanto precisamos criar as condições para que o porto seja potencializado como a construção de um armazém e acabar com uma pendência com a Anvisa num prazo de 120 dias e sonhar no futuro com uma ampliação de plataforma”, completou.   

O governador Ricardo Coutinho, o vice-governador Rômulo Gouveia prestigiaram a posse da direção da companhia Docas que também contou com a presença de secretários estaduais, do Capitão dos Portos da Paraíba, Paulo Santos de Oliveira, de Marcos Aquino, vice-presidente do Sindicato dos Operários de Serviços Portuários, do deputado estadual João Gonçalves e empresários.