Fale Conosco

20 de janeiro de 2018

Vice-governadora visita Salão do Artesanato e destaca sua importância para os artesãos



ligia salão11 foto Junior Fernandes 270x180 - Vice-governadora visita Salão do Artesanato e destaca sua importância para os artesãosA vice-governadora Lígia Feliciano visitou o 27ª Salão do Artesanato da Paraíba, instalado no Espaço Cultural da Paraíba, nessa sexta-feira (19), dia em que começou a programação cultural e contou com a apresentação de Chagas Fernandes. O Salão segue aberto para visitação até o dia 6 de fevereiro.

ligia salão foto Junior Fernandes 270x180 - Vice-governadora visita Salão do Artesanato e destaca sua importância para os artesãosAberto oficialmente na última quinta-feira (17), o evento conta com a participação de 370 artesãos presentes e no total 3.320 envolvidos de 78 cidades paraibanas. “O Salão de Artesanato é uma vitrine para o nosso artista paraibano, que se destaca em tantas frentes como o algodão colorido e os artigos em renda, além de diversos trabalhos que estão expostos aqui e que garantem o sustento de tantas famílias”, destacou a vice-governadora Lígia Feliciano.

ligia salão1 foto Junior Fernandes 270x180 - Vice-governadora visita Salão do Artesanato e destaca sua importância para os artesãosO artesão Ricardo Gomes, da cidade de Remígio, expõe peças em couro pela terceira vez no Salão. “Esse ano a data foi muito boa, pois atrai o turista que está na cidade. Nesses dois dias aqui já estamos com bastante encomendas e vendas”, disse Ricardo.

“Acreditamos que chegaremos neste ano a até um milhão em vendas. No primeiro dia já foram vendidos mais de 30 mil reais na abertura. Isso é fruto do trabalho do Governo do Estado e dos artesãos do PAP”, disse a gestora do Programa do Artesanato da Paraíba, Lu Maia.

ligia salão8 foto Junior Fernandes 270x180 - Vice-governadora visita Salão do Artesanato e destaca sua importância para os artesãosO engenheiro de minas da cidade de São Paulo, Marcelo Cardoso, disse que está encantado com as peças produzidas pelos artesãos e com a organização do Salão. “Na minha cidade não temos coisas desse tipo, temos muitas feiras voltadas para a indústria, mas nada que mostre o trabalho das pessoas do local, principalmente trabalhos tão ricos em detalhes. Estou encantado”, relatou Marcelo.