Fale Conosco

14 de fevereiro de 2016

Vice-governadora pede apoio da população no combate ao Aedes na região de Campina



ligia-dengue5A vice-governadora da Paraíba, Lígia Feliciano, participou, na manhã do sábado (13), da abertura da Mobilização Nacional contra o mosquito Aedes aegypti, na cidade de Campina Grande. O evento aconteceu em frente à Escola Estadual Raul Córdula, no bairro de Presidente Médice, numa parceria entre o Governo Federal, Governo do Estado e a Prefeitura Municipal.

Para a gestora, somente com a união de todas as esferas de governo e da população a luta contra o mosquito transmissor da Dengue, da Febre Chikungunya e do Zika Vírus pode ser vencida. “Muito bom ver toda sociedade envolvida nessa luta. Governos federal, estadual e municipal unidos em parceria com a imprensa e com a população. Estou certa que dessa maneira sairemos vencedores desta batalha”.

ligia-dengue3A solenidade contou com a presença do secretário executivo do Ministério da Integração, Carlos Vieira, do comandante do Batalhão de Infantaria do Exército, Tarcísio Damasceno, da Tenente Coronel do Comando Regional do Corpo de Bombeiros de Campina Grande, Jousilene Sales, e da Comandante do Corpo de Bombeiros, Major Alaska Macedo, do Coordenador da Vigilância Ambiental, Emanuel Fonseca, e de parte da equipe da 3ª Gerência Regional de Saúde do Estado, entre outras autoridades.

Após a solenidade, a ação de mobilização seguiu para o Parque da Criança, onde foram distribuídos panfletos com orientações para a população sobre as formas de combater o mosquito Aedes aegypti.

Na ocasião, a vice-governadora da Paraíba alertou para os perigos da proliferação do ligia-dengue2mosquito. “Ainda tive o prazer de conhecer uma garotada muito responsável, comprometida e dedicada do grupo de Escoteiros, que também estão engajados no combate ao mosquito”.

Pesquisa do zika  – Lígia Feliciano também falou com a médica especialista em gravidez de alto risco, na maternidade de Campina Grande, Adriana Melo, para saber mais a respeito das pesquisas sobre o zika. Ela foi a primeira pesquisadora a fazer a relação entre o vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e os casos de microcefalia. “Definitivamente, é um orgulho para Paraíba ter uma profissional com tamanha competência e dedicação”, afirmou.

A gestora acredita que o combate ao mosquito e às doenças que ele transmite só será eficaz se os pilares de ação forem fortalecidos. “Precisamos atuar fortemente na prevenção, no combate ao Aedes, no atendimento aos pacientes e no incentivo às pesquisas. É uma cadeia de ações que se complementam e que com certeza nos trarão os melhores resultados”.