João Pessoa
Feed de Notícias

Vice-governadora discute com ministra implantação da Casa da Mulher Brasileira na PB

quinta-feira, 3 de setembro de 2015 - 20:42 - Fotos: 

 

A vice-governadora Lígia Feliciano apresentou, nesta quinta-feira (3), durante audiência em Brasília, à ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, a escritura do terreno onde será construída a Casa da Mulher Brasileira da Paraíba. Localizada no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, a área fica próxima ao Fórum do Poder Judiciário, ao shopping e à Escola Técnica Estadual.

“Não deixei a equipe da vice-governadora Lígia Feliciano e da secretária Gilberta Soares (Mulher e da Diversidade Humana da Paraíba)dormirem enquanto não resolvessem a escrituração do terreno. Agora que está tudo certo, estou ansiosa para ver mais esta Casa da Mulher Brasileira em pleno funcionamento, desta vez na Paraíba”, afirmou Menicucci, que em breve receberá o título de cidadã pessoense.

A ministra acentuou que tem uma relação especial com o Estado,  pois onde cursou mestrado em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba e foi professora de alunos ilustres, entre eles, o governador Ricardo Coutinho.

Por sua vez, Lígia Feliciano destacou que a Casa da Mulher Brasileira é uma ação do programa Mulher, Viver sem Violência, da Secretaria de Políticas paras as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR), em parceria com o Governo do Estado, e que funcionará como um espaço humanizado de integração de serviços de atendimento à mulher em situação de violência de gênero.

“A Casa da Mulher Brasileira segue o conceito do projeto Mulher Viver sem Violência, que tem o objetivo de integrar e ampliar os serviços públicos existentes voltados às mulheres em situação de violência. Tenho certeza que irá impactar positivamente na população do Estado da Paraíba”, explicou a vice-governadora.

 

Lígia ainda ressaltou que a Casa da Mulher Brasileira é uma inovação no atendimento humanizado das mulheres.  Integra no mesmo espaço diferentes serviços especializados que atendem aos mais diversos tipos de violência contra as mulheres: Acolhimento e Triagem; Apoio Psicossocial; Delegacia; Juizado Especializado em Violência Doméstica e Familiar contra as Mulheres; Ministério Público, Defensoria Pública; Serviço de Promoção de Autonomia Econômica; Espaço de cuidado das crianças – Brinquedoteca; Alojamento de Passagem e Central de Transportes.