João Pessoa
Feed de Notícias

Vice-governador preside reunião no 1º BPM e elogia o trabalho do Condomínio Cidadão

quinta-feira, 5 de novembro de 2009 - 16:55 - Fotos: 
O vice-governador Luciano Cartaxo presidiu na manhã desta quinta-feira (5), reunião no 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), em João Pessoa, oportunidade em que se discutiu uma maior integração da sociedade paraibana com os órgãos estaduais de segurança pública. Participaram do encontro, o comandante geral da PMPB, coronel Wilde de Oliveira Monteiro; o secretário-executivo da Segurança e da Defesa Social (SEDS), coronel Ramilton Cordeiro de Morais, e o presidente do Condomínio Cidadão, Irenaldo Dantas.

O encontro contou também com a presença do comandante do 1º Batalhão, tenente-coronel Carlos Américo, e teve como objetivo aumentar a parceria do Condomínio Cidadão com as Polícias Civil e Militar.

O vice-governador lembrou que existem atualmente em João Pessoa quase 200 edifícios operando através do Condomínio Cidadão, que consiste em treinar os porteiros dos prédios residenciais e comerciais, para uma comunicação imediata com as polícias Civil e Militar, toda vez que a segurança dos moradores dessas construções estiver sendo ameaçada.

A intenção de Luciano Cartaxo é aumentar essa parceria, para possibilitar uma maior cobertura dos policiais, beneficiando ainda mais condomínios com esse tipo de operação. Ele revelou que a ação policial nesses casos vem obtendo resultado extraordinário, em especial no Bairro de Manaíra, onde foi implantado o projeto-piloto da iniciativa.

Após ouvir as recomendações do vice-governador e algumas medidas adotadas pelo Condomínio Cidadão, descritas por Irenaldo Dantas, o comandante da PM, coronel Monteiro, declarou que o projeto implantado no Bairro de Manaíra “é de suma importância e que a polícias Civil e Militar estão dispostas a colaborar em favor da segurança do cidadão paraibano. Cada porteiro de edifício é um parceiro do aparelho policial no combate à criminalidade. Em caso de qualquer violência, todos estão orientados a ligar imediatamente para o 190, que é o número do telefone do Centro Integrado de Operações (CIOP).

Marcos Tadeu, da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar