Fale Conosco

19 de outubro de 2012

Vice-governador assina ordem de serviço para reforma da FCJA



O vice-governador Rômulo Gouveia participou, nesta quinta-feira (18), das comemorações dos 30 anos da Fundação Casa de José Américo (FCJA), na sede da instituição situada (orla do Cabo Branco). Na ocasião, ele assinou a ordem de serviço para o início da reforma do espaço físico da FCJA.

Os investimentos estão orçados em cerca de R$ 600 mil. A reforma inclui a substituição de todo piso externo da FCJA, permitindo infra-estrutura para acessibilidade de portadores de mobilidade reduzida, revitalização do auditório e adaptações no mausoléu do ministro José Américo de Almeida e de sua esposa Alice.

Na programação cultural, houve apresentações de um grupo da Escola Especial de Música Juarez Johnson e do poeta repentista Oliveira de Panelas. Também relançamentos de livros dos autores: Donato Henrique, Edna Paiva, Fernando Cunha Lima, Francisco Carneiro Júnior, Francisco de Assis Vilar, Nadígila Camilo, Gil Messias, GG Carsan, Hildeberto Barbosa Filho, Itapuan Botto Targino, João Bezerra da Nóbrega, José Bezerra, Liane Paiva Rocha, Magna Celi, Marianna Chaves, Pedro Tadeu Maia e Renilde Alves.

Várias personalidades foram homenageadas pelo Conselho Deliberativo da Fundação Casa de José Américo, com Diploma do Mérito José Américo, Diploma de Benemérito e Medalha José Américo, nomes como Antônio David, Flora Agra, Janete Rodriguez, João Lobo Maia, Maria do Socorro Aragão, Milton Dornellas, Neide Medeiros Santos, Pedro Osmar Gomes Coutinho, Unhandeijara Lisboa, Vera Lúcia Medeiros, Lucinéia Maia de Sousa, Maria Ida Steimuller, Aracilba Rocha, Euller Chaves, Ricardo Barbosa e João Azevedo Lins Filho.

Na programação constou uma exposição fotográfica, destacando uma retrospectiva dos eventos realizados em 2011-2012, elaborada pelo Departamento de Programação Cultural da FCJA. Continuará em cartaz a exposição “Paulo Nunes Batista – Cordéis e Memória”, destacando a trajetória do cordelista paraibano.

FCJA - A Fundação Casa de José Américo tem como missão preservar, pesquisar e divulgar a vida e obra de seu patrono e da cultura paraibana. Ao longo de três décadas, A FCJA notabilizou-se por atividades museológicas, editoriais, eventos, arquivos, biblioteca e projetos diversos. A Fundação tornou-se referência no apoio aos autores, que encontram todo apoio logístico e o espaço necessário e apropriado para a realização de lançamentos literários.

Localizada no nº 3336 da orla do Cabo Branco, funciona na antiga residência do seu patrono, José Américo de Almeida. Recanto aprazível, entre coqueirais e um pomar cultivado pelo escritor e que servia de fonte de inspiração para sua criatividade literária. O local está dividido em três espaços físicos: A Casa Museu, um prédio com um auditório e sala de exposição e outro espaço onde abriga o Arquivo dos Governadores e personalidades, além da Biblioteca Dumerval Trigueiro.

Museu – O prédio da Casa Museu resguarda as características arquitetônicas originais, como o seu mobiliário e obras expostas em uma vitrine. Na casa também há a biblioteca particular de José Américo, oficina de restauração de obras de artes, além da sala de estar e de jantar decoradas com quadros pintados a óleo e esculturas de artistas renomados, entre outros atrativos.

Arquivos – A Fundação Casa de José Américo vem agregando acervos construídos por figuras relevantes na política, na economia, na sociedade e na cultura paraibana, com projeção nacional e internacional. O objetivo é promover estudos e estimular o resgate da memória histórica paraibana, através do acervo vasto de ex-governadores e personalidades. Além disso, tem sob sua guarda a hemeroteca, com jornais e outros periódicos.