Fale Conosco

3 de julho de 2009

Vendas superam expectativas e chegam ao montante de 105,8 toneladas este ano



Os comerciantes da Central de Abastecimento de João Pessoa (ex-Ceasa), administrada pela Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa), que apostaram na comercialização de milho verde em junho deste ano se deram bem. As vendas do grão tiveram um incremento de 1.369% em relação ao mesmo período do ano passado, correspondendo ao montante de 105,8 toneladas contra 7,2 toneladas.

Quando comparada a junho de 2007, a estatística sobe para 3.426% quando o entreposto de comercialização da Capital chegou a vender apenas 3 toneladas de milho verde.

Apoio oficial – Para o presidente da Empasa, Neto Franca, o cumprimento da determinação do governador José Maranhão de apoiar os comerciantes foi fundamental para o sucesso das vendas, além da colaboração da Associação dos Comerciantes da Empasa (Ascope) e Associação dos Usuários da Empasa (Asuse). “Esperamos continuar com essas ações em benefício do setor primário para incrementar a economia da Paraíba”, destacou.

A planilha das vendas de milho verde do Departamento de Comercialização da Empasa, fechada na quinta-feira (2), mostrou que o produto veio de zonas de produção do próprio Estado, com a participação de 99,1 toneladas (corresponde a 93,53% das vendas), de Pernambuco com 3,4 toneladas (3,30%) e Rio Grande do Norte com  3,3 toneladas do produto, correspondendo a 3,17% do que foi comercializado.

A Central de Abastecimento de João Pessoa é uma das três centrais da Paraíba coordenadas pela Empasa e tem o objetivo de proporcionar aos produtores, comerciantes e demais agentes, infraestrutura física e de serviços destinada à comercialização de hortifrutigranjeiros, pescados e outros, aperfeiçoando mecanismos de formação de preços e acompanhamento da oferta desses produtos.

Outros produtos – Além de milho verde, a Empasa comercializa outros tipos de produtos de alimentos como o abacaxi, banana pacovan, banana prata, laranja, mamão hawai, limão, melancia, alface, coentro, cebola, cenoura e maçã nacional.

O volume médio mensal comercializado fica entre 7.500 a 8.500 toneladas de hortifruti, provenientes do Pernambuco com 34%, Rio Grande do Norte com 8% e 7%  provenientes de outros Estados.

Como geradoras de empregos, as Centrais de Abastecimento também são responsáveis pela oferta de postos de trabalho. Em João Pessoa são gerados quase 2.000 empregos de forma direta e indireta.