João Pessoa
Feed de Notícias

Usuários do Cadastro Único beneficiados com cursos de formação técnica

sábado, 24 de março de 2012 - 08:38 - Fotos:  Severino Pereira

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh) e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) discutiram nesta sexta-feira (23) a implantação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do Bolsa Formação de Inclusão Produtiva do Brasil sem Miséria. Serão oferecidas cerca de cinco mil vagas para cursos de formação técnica destinados aos beneficiários do Bolsa Família e do Cadastro Único.

As capacitações serão ministradas pelos Institutos Federais de Ciência e Tecnologia, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senac). Na Paraíba, 14 municípios foram contemplados para o início do Pronatec do Plano Brasil sem Miséria: Bayeux, Campina Grande, João Pessoa, Patos, Santa Rita, Cabedelo, Guarabira, Sapé, Sousa, Alhandra, Caaporã, Pedras de Fogo, Pitimbu e Cajazeiras.

Público prioritário – Segundo a representante do MDS, Milena Vieira, os cursos que serão oferecidos nos municípios contemplados neste primeiro momento terão que atender a necessidade específica de cada região.

“Estamos tratando do Pronatec Bolsa Formação Inclusão Produtiva do Brasil Sem Miséria com o público prioritário do Bolsa Família e de todas demais transferências de renda e do Cadastro Único. Estamos traçando um calendário para iniciar as turmas na Paraíba e estipulando os cursos, levando em conta a demanda local de cada região, porque o objetivo do Pronatec é inserir esta população no mercado de trabalho”, afirmou .

Garantia de cidadania – A secretária do Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos, registrou que na Paraíba existe uma população de 613 mil pessoas vivendo em situação de extrema pobreza. Ela destacou que um dos eixos do Plano Brasil sem Miséria é a inclusão produtiva.

“O Brasil sem Miséria objetiva tirar da condição de extremamente pobres essas pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade. Para isso, eles estão acessando serviços como saúde e educação e oportunidades de capacitação profissional para acesso ao emprego, seja na área de empreendedorismo, de economia solidária ou no emprego formal”, frisou Cida Ramos.

Reunião – A visita do MDS foi dividida em duas partes: pela manhã, reunião técnica com a secretária Aparecida Ramos; a gerente de Proteção Social Especial da Sedh, Carmen Meireles; a gerente de Qualificação Profissional do PlanteQ-PB, Tereza Jordão, e técnicos da Sedh.

No período da tarde, a reunião aconteceu no auditório da Sedh com técnicos do MDS e da Sedh e representantes do Senac e Sesc, Senai e Sesi.