Fale Conosco

10 de outubro de 2012

UPA de Guarabira promove evento em comemoração à Semana da Criança



Pacientes que procuram o serviço da Unidade de Pronto Atendimento (UPA – 24 horas) de Guarabira nesta quarta-feira (10) são recebidos com entrega de kits dentários e de presentes e encenação com palhaços e ‘técnicos do sorriso’. Trata-se de programação especial organizada pelo Instituto Social Fibra, que administra a unidade, para marcar a Semana da Criança.

As atividades começaram às 9h e seguem até 18h, dentro do Projeto Acolhendo Vidas, que tem como objetivo de humanizar o atendimento às crianças.

“Nosso objetivo é proporcionar um dia diferente para essas crianças”, disse coordenador Administrativo da Upa, Samir Halule. A ação conta com a participação de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e voluntários da Escola Partheenoon.

O Projeto Acolhendo Vidas é fruto de discussões entre a equipe da enfermagem e do serviço social e visa prevenção à saúde, bem como a criação de espaços lúdicos onde as crianças em período de observação possam interagir. O projeto foi elaborado pela coordenadora de enfermagem Jeany Karla Cavalcante Silva, pelo diretor administrativo, Samir Halule e pelo assistente social José Izac Rodrigues Silva.

Balanço – A UPA de Guarabira foi inaugurada no dia 26 de novembro do ano passado e o atendimento diário no plantão de 24 horas é realizado por dois clínicos e dois pediatras. De acordo com os dados divulgados pela direção administrativa, de janeiro a setembro deste ano foram realizados 28.442 atendimentos clínicos e 23.565 atendimentos na área de pediatria. Nesse mesmo período foram realizados 6.973 exames laboratoriais.

A unidade está beneficiando mais de 200 mil pessoas na região do Brejo. O Governo do Estado investiu R$ 3,5 milhões na UPA, sendo R$ 2,5 milhões só na parte de obras e R$ 1 milhão em equipamentos.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, a UPA está contribuindo para a organização dos atendimentos de urgência e emergência e funciona como uma porta de entrada para os atendimentos de urgências pediátricas e clínicas, para o hospital de Guarabira e em apoio à atenção básica na região.

“É importante destacar que a UPA não é um hospital ou Posto de Saúde da Família (PSF). É um suporte assistencial para urgências e emergências clínicas, evitando que o usuário faça uso dos hospitais de maior complexidade. O objetivo da unidade é resolver mais de 80% dos casos e reduzir as transferências de pacientes, implantando acolhimento com classificação de risco”, explicou o secretário.