João Pessoa
Feed de Notícias

Unidades de saúde recebem o sistema de gestão de custos Apurasus

quarta-feira, 26 de agosto de 2015 - 17:42 - Fotos:  Ricardo Puppe

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com o Ministério da Saúde, entrega para os hospitais, maternidades e UPAs do estado, nesta quarta-feira (26) e quinta-feira (27), das 8h30 às 18h, o sistema de gestão de custos – Apurasus. O evento, que conta também com o treinamento para as unidades, está sendo realizado na Faculdade Internacional da Paraíba (FIP), na capital.

O sistema Apurasus está sendo entregue para o Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira; Hospital Geral de Mamanguape; Hospital Regional de Guarabira; UPA de Guarabira; Maternidade Frei Damião; Complexo Pediátrico Arlinda Marques e Hospital Clementino Fraga.

“As unidades de saúde, a partir de agora, terão a capacidade de monitorar e acompanhar, através da plataforma web, a alimentação dos seus custos. Os gestores terão informações precisas dos custos e essa realidade influenciará, positivamente, na tomada de decisões”, disse a chefe do Núcleo de Economia da Saúde, da SES, Shirleyanne Brasileiro.

Segundo Shirleyanne, a população também ganha com a chegada do Apurasus. “O processo ainda está em fase de adequação, mas, muito em breve, a população terá conhecimento sobre como os recursos públicos estão sendo investidos. O sistema traduz a transparência e controle social, não só pra os órgãos de controle, mas, sim, para todos os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”, declarou.

Durante os dois dias de treinamento, serão abordados temas como ‘Apurasus: visão geral do sistema e relatórios gerados’; configuração da unidade; vinculação de centros de custos à unidade; vinculação de critério de rateio aos centros de custos e de itens de custo de produção à unidade; lançamento das informações dos itens de custo, entre outros.

A enfermeira e consultora do Ministério da Saúde, Ligeíze Lins, informou que o treinamento capacitará os gestores, a fim de assegurar que as unidades estejam configuradas no ambiente de produção e prontas para utilizar o sistema.

“Muitas unidades, até então, não tinham a noção do quanto elas custam e custo é consumo. A partir do momento que você tem uma ferramenta que gerencia seus custos, não existe mais uma suposição”, disse.

Ligeíze enfatizou, ainda, que o Apurasus é uma ferramenta de gestão oferecida pelo Ministério da Saúde, de forma gratuita, e sem nenhum ônus para as unidades de saúde. “Pelo contrário, com o controle de gastos as unidades e a população só têm a ganhar”, concluiu.

A assistente financeira do Hospital Geral de Mamanguape, Catarina Andrade, disse que fica muito feliz com a chegada do Apurasus. “O sistema vai nos ajudar a saber, de fato, com o que o hospital gasta. A partir de agora, teremos informações precisas sobre os custos da nossa unidade e, com isso, vamos ter um melhor planejamento financeiro da utilização de recursos”, afirmou.

Na próxima sexta-feira (28), será realizada uma reunião interna entre o Núcleo de Economia da Saúde, da SES e o Ministério da Saúde para o planejamento estratégico da condição de trabalho das unidades que estão sendo integradas ao Apurasus. A partir desta data, a unidade já estará habilitada com o sistema de custos e as informações inerentes ao custeio da produção do hospital.

Shirleyanne lembrou que o Governo da Paraíba foi o primeiro a firmar um termo de compromisso para a implantação do Programa Nacional de Gestão de Custo. Os custos dessas unidades serão apresentados por meio de workshops em dezembro.

Nos últimos dias 24 e 25 de agosto, o mesmo evento foi realizado em Patos, para a Maternidade Peregrino Filho (Patos); Hospital Infantil de Patos; Hospital Regional de Patos; Regional de Monteiro; Regional de Princesa Isabel; Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Princesa Isabel; UPA de Cajazeiras; Regional de Sousa; Regional de Catolé do Rocha e Regional de Pombal.

Apurasus – É o sistema de informação, disponibilizado pelo Ministério da Saúde, em que todos os dados de gastos nas unidades de saúde do Estado são parametrizados e, assim, calculados os custos dos atendimentos finais nas unidades de saúde. O programa tem o objetivo de promover a implantação, o acompanhamento e o controle dos custos hospitalares das unidades do Governo.