João Pessoa
Feed de Notícias

Governo inaugura Unidade de AVC do Hospital Regional de Patos

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 - 15:20 - Fotos: 

Foto: Secom-PB

O Secretário de Estado da Saúde (SES), Waldson Souza, inaugura, na manhã desta terça-feira (28), a Unidade de Acidente Vascular Cerebral (AVC) do Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro, em Patos, com seis leitos. O Governo do Estado investiu mais de R$ 300 mil na reforma da estrutura e na aquisição de equipamentos. Também aumentou o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de seis para dez. A criação do novo setor faz parte da Ação Estratégica do Hospital para 2012.

A Unidade de AVC é tipo “B” e começa a funcionar já nesta terça-feira. Seus leitos são mistos, ou seja, podem receber tanto homens como mulheres. Uma equipe formada por um médico neurologista, um médico clínico, um psicólogo, um assistente social, um fisioterapeuta, um enfermeiro e técnicos de enfermagem vão acompanhar os internos. Também serão realizados exames específicos, como a tomografia computadorizada.

O diretor do hospital, Eliseu de Melo Neto, destacou que é o primeiro hospital regional da Paraíba a receber uma unidade com atendimento focado no tratamento do AVC. “Vamos tratar de forma mais específica, o que contribui para reduzir significativamente a morbidade e reabilita o paciente mais rápido para a sociedade”, ressaltou Eliseu.

A unidade de AVC está equipada com respiradores, monitores multiparâmetro, camas de controle de posição, aspiradores, oxímetro de pulso e carro de parada cardiovascular. Está equipada para que a equipe multiprofissional possa fazer todo procedimento de urgência sem precisar deslocar o paciente.

“A intenção do Governo do Estado é organizar a rede de atendimento ao AVC no interior do Estado e dar maior atenção e cobertura aos serviços de neurocirurgia e doenças neurológicas”, destacou Waldson.

Atendimento ao idoso – Ainda nesta semana vai começar a funcionar, no Hospital Regional de Patos, uma enfermaria específica para o atendimento ao paciente idoso. São duas enfermarias de geriatria, sendo uma somente para homens e outra para mulheres, cada uma com seis leitos. “Tivemos essa preocupação porque o Sertão tem uma das maiores concentrações de idosos do Estado”, explicou Eliseu.