João Pessoa
Feed de Notícias

Unidade amplia equipe, número de leitos e institui plantões nos finais de semana

terça-feira, 4 de maio de 2010 - 15:17 - Fotos: 

O Hospital Regional Felipe Tiago Gomes, em Picuí, está sendo reformado e ampliado e a previsão é que o Governo do Estado entregue a obra à população em quatro meses. Desde fevereiro do ano passado, a unidade vem passando por várias melhorias, como a ampliação do número de leitos (de 60 para 100), o aumento da equipe médica (de 42 para 66 profissionais) e a instituição de plantões para cirurgias de urgência, nos finais de semana. O reflexo disso é traduzido em números: os atendimentos ambulatoriais passaram de 47.873, em 2008, para 94.820, em 2009, quase o dobro (98,06%). Os procedimentos cirúrgicos passaram de 1.627, em 2008, para 1.773, no ano passado.

A diretora do hospital, Maria Solange Dantas Balduíno, disse que a tendência é ampliar ainda mais o atendimento, depois da reforma. “Recentemente, o governador José Maranhão assinou a ordem de serviço para ampliação da nossa casa hospitalar, um sonho que está iniciado. Após a conclusão do projeto, contaremos com uma UTI para adultos, bloco cirúrgico, sala de parto e central de esterilização, todos integrados, como também um centro de hemodiálise”, afirmou.

No Hospital Regional de Picuí são realizadas cirurgias gerais, ginecológicas, oftalmológicas, ortopédicas, urológicas, e nas áreas de mastologia e otorrinolaringologia.  “Hoje, contamos com ortopedistas e anestesistas todos os dias da semana, reimplantamos o serviço de urologia, que já está realizando cirurgias e fazemos uma média de 20 procedimentos diários nas diversas especialidades, o que é motivo de grande privilégio pra nós e pra nossa região”, acrescentou. 

A diretora-técnica do hospital, Crisleide Rodrigues da Silva Souza, ressaltou o avanço do Hospital Regional, com os serviços funcionando nos finais de semana, aumento dos leitos e a incorporação da maternidade. “Além das especialidades da semana, aos sábados e domingos, conseguimos implantar o plantão com cirurgião, anestesista, clínico geral, obstetra e ortopedista. Também houve aumento no número de leitos, passando de 60 para 100, e a incorporação da maternidade”, afirmou, esclarecendo que os pacientes que procuravam o hospital nos fins de semana com indicação de cirurgias de urgências eram transferidos.

Dermatologia e obstetrícia – Uma especialidade que vem fazendo a diferença no Hospital Regional de Picuí é a dermatologia. O serviço foi implantado em 2009 e registrou 1.039 consultas durante todo o ano. “É muito importante o acompanhamento dermatológico, porque tem a questão da prevenção do câncer de pele que não existia em Picuí e agora a população dispõe deste serviço”, informou Crisleide Rodrigues.

Os serviços de obstetrícia também acompanham a ampliação no número de atendimento com um registro de mais de 30%. Em 2008, foram 788 atendimentos entre partos cesáreos, normais e curetagens uterinas. Em 2009, foram 1.032 atendimentos.

Reconhecimento do CRM – Depois de 11 anos de funcionamento, o Hospital Regional de Picuí recebeu, recentemente, o registro do Conselho Regional de Medicina (CRM). “Este Hospital funcionava sem ter o registro do CRM, então solicitamos e o Conselho emitiu o documento que credenciou a unidade”, disse Solange Dantas.

Para atender a demanda, o órgão de saúde conta com uma equipe completa de médicos, sendo oito ortopedistas, sete anestesistas, três oftalmologistas, seis cirurgiões gerais, dois urologistas, dez clínicos, um pediatra, um dermatologista, um ultra-sonografista, um otorrinolaringologista, um patologista, dois radiologistas, um cardiologista, um mastologista e três obstetras.

Também compõem a equipe, um nutricionista, dois psicólogos, um assistente social, além de 10 bioquímicos e dois fisioterapeutas. O corpo de enfermagem está fazendo a diferença entre os pacientes. Antes, existiam quatro enfermeiras e hoje são 11.

“Quando assumimos a direção do Hospital Regional de Picuí, essa instituição não atingia todo o seu potencial de atendimentos. Cientes do potencial que tínhamos e graças a um conjunto de profissionais competentes, ao apoio incondicional do governador José Maranhão, do secretário de Saúde José Maria e de toda a equipe da Secretaria Estadual de Saúde, conseguimos”, comemora a diretora.

Da Assessoria de Imprensa