Fale Conosco

27 de dezembro de 2012

Último boletim confirma redução de 30,43% dos casos da dengue na Paraíba em 2012



A Secretaria de Saúde do Estado (SES) divulgou nesta quinta-feira (27) o último boletim epidemiológico do ano. De acordo com o boletim, os casos notificados de dengue tiveram uma redução de 30,43%  em comparação ao ano passado. Em 2011 foram notificados 16.393 casos e em 2012, até a semana epidemiológica nº 51 (de 1º de janeiro a 22 de dezembro), foram registrados 11.404 notificações da doença. Destes, 2.542 foram descartados, 6.463 foram classificados como dengue clássica e os demais continuam aguardando encerramento. Neste mesmo período foram confirmados 157 casos graves da doença, sendo 39 de Febre Hemorrágica da Dengue (FHD) e 118 de dengue com complicação (DCC).

Segundo a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares, desde a semana epidemiológica nº 42 (de 1° de janeiro a 18 de outubro) observou-se uma diminuição nas notificações de dengue no Estado. “Nós observamos que o quantitativo de notificações veio diminuindo. Na semana epidemiológica nº 45 (1° de janeiro a 10 de novembro), registramos um número de casos notificados inferiores ao ano de 2011 no mesmo período”, disse. Talita ressalta a importância da notificação dos casos de dengue. “A subnotificação e as não notificações dos casos auxiliam negativamente no desencadeamento das ações oportunas junto aos casos graves. Isso reflete na implementação das ações de campo e prejudicam também a avaliação dos dados devido à demora dos mesmos chegarem ao nível central, via Sistema Oficial de Notificações dos Agravos (SINAN). A SES coloca a todos os profissionais a importância da oportunidade da informação, principalmente quando trabalhamos com vigilância de agravos que necessitam de medidas imediatas”, explicou.

No estado – De acordo com o boletim, 187 (83,85%) municípios realizaram notificações para dengue e 36 (16,14%) continuam sem registro de casos de dengue no SINAN. São eles: Algodão de Jandaíra, Amparo, Barra de São Miguel, Belém do Brejo do Cruz, Boa Ventura, Bom Jesus, Borborema, Cajazeirinhas, Capim, Carrapateira, Coxixola, Curral de Cima, Curral Velho, Frei Martinho, Junco do Seridó, Livramento, Marcação, Monte Horebe, Mulungu, Nova Floresta, Ouro Velho, Pedro Régio, Puxinanã, Riacho do Poço, Santa Helena, São Bento de Pombal, São Domingos de Pombal, São Domingos do Cariri, São José da Lagoa Tapada, São José de Caiana, São José dos Cordeiros, Seridó, Serraria, Sossego, Tacima e Umbuzeiro.

Óbitos por dengue – Foram registrados 157 casos graves de dengue em 33 municípios, sendo 39 de Febre Hemorrágica da Dengue e 118 de Dengue com Complicações. Destes, 11 casos graves evoluíram para óbito, dois para FHD e nove para DCC . Segundo Talita, a SES vem analisando todas as investigações dos óbitos realizadas pelos municípios, e orientando que todas as informações devem ser compartilhadas junto à rede assistencial para que assim essa seja fortalecida. “O óbito do município de Olho D’água que seguia em investigação foi fechado como óbito por dengue (Dengue com Complicação). Seguimos com um total de seis óbitos em investigação”.