João Pessoa
Feed de Notícias

UEPB promove lançamento de livro do sociólogo Jessé Souza, nesta quarta

terça-feira, 4 de maio de 2010 - 17:22 - Fotos: 

O sociólogo, pesquisador e escritor Jessé José Freire de Souza estará na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Campina Grande, nesta quarta-feira (5), às 14h30, onde ministrará uma palestra sobre seu mais novo livro ‘A ralé brasileira – quem é e como vive’. O evento é aberto ao público e acontecerá no Auditório da Biblioteca Central, localizado no Campus I da Instituição, em Bodocongó.

Jessé Souza vem a convite do Mestrado em Desenvolvimento Regional da UEPB e sua visita faz parte das atividades do projeto Observatório do Desenvolvimento Regional que, além de pesquisas e estudos, tem como meta a realização de debates, palestras, seminários sobre questões críticas para o desenvolvimento local, regional e nacional.

O livro, publicado pela editora UFMG, reúne artigos de Jessé Souza e de outros autores e se desdobra em estudos sobre as diferenças de classe, gênero, cor e idade, o que é, para alguns cientistas sociais, o principal problema a ser pesquisado na sociedade brasileira. Além disso, a obra oferece uma possibilidade de reflexão e autocrítica, especialmente sobre os brasileiros que vivem em precárias condições e excluídos sócio-culturalmente.

Sobre o autor – Jessé Souza é graduado em Direito e mestre em Sociologia pela Universidade de Brasília e doutor em Sociologia pela Karl Ruprecht Universität Heidelberg, Alemanha. Escreveu como autor e organizador 21 livros (em português, inglês e alemão) sobre teoria social, pensamento social brasileiro e estudos teórico/empíricos acerca da desigualdade de classes sociais no Brasil contemporâneo.

Atualmente, é professor titular de Sociologia e coordenador geral do Centro de Pesquisa sobre Desigualdade Social da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), onde coordena duas pesquisas: a primeira, nacional, sobre os despossuídos brasileiros, cuja finalidade é analisar as causas da reprodução da exclusão social no Brasil a partir de categorias não economicistas; e, a segunda, sobre "os batalhadores brasileiros", na qual estuda os cidadãos despossuídos em condições de ascensão social.

Segundo o autor, as duas pesquisas combinadas permitem perceber os pressupostos, tanto da reprodução quanto da mudança social, das classes e frações de classe populares no Brasil. O desenvolvimento delas, acerca da singularidade da desigualdade social nas sociedades periféricas, com ênfase nas suas determinações não-econômicas, são passos necessários do projeto de longo prazo de desenvolver uma "teoria social crítica" para a modernidade periférica.

Da Assessoria de Imprensa da UEPB