João Pessoa
Feed de Notícias

UEPB e UERN têm estudo sobre grupos humanos pré-históricos

terça-feira, 10 de novembro de 2009 - 19:28 - Fotos: 

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) celebram uma parceria que vem rendendo frutos positivos. Recentemente, as instituições realizaram duas atividades de salvamento e escavação arqueológica no Rio Grande do Norte (RN). A primeira atividade aconteceu no município de Tenente Ananias, no mês de setembro, e a segunda entre os dias 31 de outubro e 1º de novembro, na Furna dos Caboclos Bravos – uma necrópole indígena encravada nos confins dos sertões daquele Estado, mais especificamente no município de Santana do Matos.

A pequena furna está repleta de materiais arqueológicos, a exemplo de ossos humanos, contas de colar e trançado de caroá, em meio a inúmeras cavidades naturais, muitas delas repletas de figuras rupestres. De uma das laterais da Furna dos Caboclos Bravos avista-se o extinto vulcão Cabuji, localizado na parte central do Rio Grande, podendo ser visto a centenas de quilômetros.

Objetivo - No Rio Grande do Norte, o projeto é coordenado pelo arqueólogo Waldeci dos Santos e apresenta como principal objetivo estudar as culturas humanas pretéritas da região. O Laboratório de Arqueologia e Paleontologia (Labap) da UEPB, através do professor Juvandi dos Santos, se uniu à equipe de Waldeci, para que seja desenvolvido um amplo projeto que vai estudar o passado humano da localidade, nos âmbitos pré-histórico e histórico.

“O material arqueológico está sendo analisado e, nos próximos meses, será possível obter resultados surpreendentes para os dois estados, que contribuam para elucidar como se deu o processo de povoamento e extinção dos grupos humanos indígenas”, revelou Juvandi.

Para o professor Waldeci, a parceria firmada entre a UERN e a UEPB é muito construtiva. “Uma vez concluídos, os trabalhos servirão para a elaboração de artigos escritos em conjunto. É importante disseminar esse tipo de conhecimento, ainda incógnito para boa parte das pessoas, e trazer novas informações”, destacou.

Equipes - As duas equipes são constituídas por vários pesquisadores e técnicos. Do LABAP/UEPB figuram Juvandi, o aluno do curso de História, Thomas Bruno, e o artista plástico Dennys Mota. Da parte da UERN – ligada ao Laboratório do Homem Potiguar – a coordenação está a cargo de Waldeci, do historiador Helano Francisco de Miranda Carlos e do graduando de Ciências Sociais da UFRN, Cláudio Gustavo. Também compõem a equipe o graduando de História pela UERN, Luiz Carlos Medeiros da Rocha e os auxiliares de escavação, Gilson Luiz da Silva e Antonio Luiz da Silva.

Da Assessoria de Imprensa da UEPB