João Pessoa
Feed de Notícias

UEPB avalia adoção do Enem para aluno acessar instituição

quinta-feira, 11 de março de 2010 - 19:01 - Fotos: 
A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) vem promovendo uma série de encontros para debater a possibilidade de adoção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como um dos critérios de acesso à instituição.

O atual modelo utilizado pela UEPB foi implantado desde o ano de 1994, portanto há 16 anos, sem que aconteçam alterações no formato. Nesse tempo, ocorreram apenas algumas mudanças quanto a forma de elaboração das provas e apresentação das questões.
Para a reitora da UEPB, professora Marlene Alves, as discussões envolvendo o Enem são uma tendência nacional nas instituições de ensino superior, que desejam aprimorar o Vestibular. “A UEPB não poderia ficar de fora deste debate, embora o nosso Vestibular tenha características próprias e um modelo consolidado”, explicou.

Já foram realizadas três grandes reuniões nesse sentido, envolvendo os coordenadores de cursos dos vários campi da UEPB, e com a participação das pró-reitorias de Graduação (Proeg), Planejamento (Proplad) e da equipe da Comissão Permanente de Vestibular (Comvest). Nessas circunstâncias, foram construídas opiniões que apontam coletivamente para a elaboração de proposta, que deverá ser encaminhada ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), em breve.

O presidente da Comvest, professor Ivan Barros, explicou que caso seja aprovada pelo Conselho a inclusão do Enem no processo, seria realizado na primeira etapa do Vestibular, sendo que o percentual da nota da prova pesaria de maneira branda no resultado total. “Por ser uma universidade pública, é natural que a UEPB tenha esta disposição para se inserir nas políticas educacionais do País e o Enem é uma delas, posto que o Ministério da Educação sugere sua utilização”, explicou.

A pró-reitora da Proeg, professora Eliana Maia, revelou que uma vez inserido no Vestibular da UEPB, o Enem poderá colaborar para que a Universidade absorva um aluno mais qualificado, não somente na área em que optou, mas com uma formação geral e ampla acerca de outras áreas do conhecimento.

Já o pró-reitor de Planejamento, professor Antonio Guedes Rangel Júnior, explicou que o atual modelo de Vestibular da UEPB é elogiado por setores envolvidos com o ensino médio, que analisam as provas emitindo comentários positivos acerca dos testes propostos e sua qualidade.

A Comvest já se prepara para apresentar a nova proposta à administração da universidade, que será posteriormente submetida ao Consepe até a primeira quinzena de abril. Segundo dados fornecidos pelo MEC, 38 universidades e 31 institutos federais já utilizam o resultado do Enem como forma de ingresso de novos alunos.

Alterações em 2011 – Se a proposta for aceita pela Consepe, as alterações no Vestibular da UEPB acontecerão no ano de 2011. Dentre as mudanças está incluída a adoção do Processo Seletivo em duas etapas cumulativas e obrigatórias, sendo que a prova do Enem/2010 e a média obtida pelo candidato constarão como uma das etapas. Assim, deve ser mantida a prova elaborada pela UEPB/Comvest, a partir de parâmetros redefinidos, considerando-a como segunda etapa obrigatória.

As provas da UEPB, realizadas preferencialmente em dois dias, deverão continuar sendo distribuídas conforme a área do conhecimento para a qual o candidato estiver inscrito, ou seja, o candidato realizará provas específicas por área, nos moldes do que vem sendo praticado na instituição.

Conforme a proposta, deverá ser atribuído peso diferenciado para as provas, indicando o peso três para a prova do Exame Nacional e o peso sete para a prova do Vestibular da UEPB, que acontecerá no mesmo período dos anos anteriores.

Da Assessoria de Imprensa da UEPB