Fale Conosco

4 de junho de 2009

UEPB apresenta companhia de dança cearense



A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), numa ação do Grupo e Curso de Ballet da Casa Brasil, estará promovendo nos próximos dias 17, 18 e 19 deste mês, a exibição da Companhia de Dança e Escola de Dança de Paracuru (CE) em Campina Grande. As apresentações vão acontecer no Teatro do Sesc Centro e os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente na Casa Brasil ou no dia do espetáculo, no próprio local.

O grupo trará para a cidade de Campina Grande vários números de dança clássica e contemporânea. A companhia dançará trechos de ‘Giselle’, ‘O Corsário’, ‘O Quebra-Nozes’ e ‘O Lago dos Cisnes’, entre outros. A adaptação coreográfica é de Flávio Sampaio e, na linha contemporânea, executará alguns estilos de dança, a exemplo do tango.

A Escola é o grupo que mais tem se destacado na dança cearense nos últimos anos e conta com o patrocínio da Petrobrás, da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará e da Prefeitura Municipal de Paracuru. 

Oficinas – A Casa Brasil também tem uma programação especial para o público de dança de Campina Grande. No dia 16 deste mês, das 9h30 às 11h, e no dia 17, das 14h às 15h30, haverá aulas públicas apresentadas pelos bailarinos de Paracuru na Casa Brasil da UEPB. Nos dias 17, 18 e 19, será promovida uma Oficina de Ballet Clássico, das 10h às 12h, aberta ao público em geral. Nos mesmos dias, das 14 às 16h, a oficina será de Dança Contemporânea.

A companhia exibirá números contemporâneos como ‘Folgança’, ‘Por um fio’ e ‘Conflitos com coreografia’. ‘Folgança’ é o nome que no século passado usava-se para denominar brincadeiras e jogos corporais, realizados em praças e parques; esse costume foi substituído por games e jogos eletrônicos.

‘Por um fio’, com coreografia de Ivaldo Mendonça, representa as relações humanas em momento de grande tensão, o desespero de quem não tem perspectiva, de quem está no limite entre a razão e a insanidade. Por último, haverá o número ‘Conflitos com coreografia’ de Adriano Araújo e direção geral de Flávio Sampaio.

O coreógrafo – Flávio Sampaio iniciou seus estudos na Academia de Danças Clássicas do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Fortaleza, em 1974, estudando com Dennis Gray e Jane Blauth. Mais tarde estudou com Tatiana Leskova e Jorge Garcia.

Em 1977 ingressou como bailarino no Ballet do Teatro Guaíra e em 1978 passou a integrar o Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, companhia onde permaneceu por 20 anos, dançando todo o seu repertório clássico e contemporâneo e chegando a maitre de ballet.

Foi professor convidado do Ballet da Ópera de Varsóvia, Ballet da Ópera de Zurique, Escola Estatal de Dança da Polônia, Ballet ArtStudio de Munique, Grupo Corpo, Ballet do Teatro Guaíra, Ballet do Teatro Castro Alves, Cia. de Dança Deborah Colker e Quasar Cia. de Dança, entre outros. Promoveu workshops em Maniz, Munique, La Paz e Buenos Aires.

Atualmente, coordena uma escola de dança para cerca de 200 crianças em situação de risco social em Paracuru (CE), cidade onde nasceu, no interior do Ceará. É presidente da Associação Dança, Arte e Ação e membro do Conselho de Turismo do Estado do Ceará.

Ascom/UEPB