João Pessoa
Feed de Notícias

Tributo com artistas paraibanos festeja os 50 anos de Escurinho

quinta-feira, 17 de maio de 2012 - 09:35 - Fotos: 

Nascido em Pernambuco e radicado na Paraíba, o cantor, instrumentista e compositor, Escurinho, comemora 50 anos e em sua homenagem, o projeto Tamborete e a Fundação Espaço Cultural da Paraíba, realizam um show com a participação de um vasto elenco de artistas paraibanos, cantando obras de sua carreira. O evento acontece no Cine Bangüê da Funesc, nesta segunda-feira (21), às 18h. A entrada custa 1kg de alimento não perecível.

Adeildo Vieira, Glaucia Lima, Baticumlata, Arupemba, Chico Limeira, Val Donato, Eleonora Falcone, Zé Guilherme, Júnior Targino, Marcos Fonseca, Victor Ramalho, Grupo Raízes, Coral Voz Ativa, Círculo de Tambores, Tony Leon, Urso Amigo Batucada, Projeto Tamborete, Cida Alves, As Parêa, As Calungas e Uirá Garcia participam do tributo, além do homenageado da noite que será acompanhado da Banda Labacé.

Grato pelo tributo, Escurinho ressalta a importância de homenagear os artistas em vida, “Estou adorando a ideia de comemorar o meu aniversário com tantos amigos artistas de diferentes épocas da minha história, mas que muito admiro. É muito importante que os artistas e suas obram sejam celebrados e reconhecidos também em vida, não apenas com homenagens póstumas”, comemora.

A homenagem a Escurinho faz parte de uma iniciativa do Projeto Tamborete, que há quatro anos elege um nome marcante da música paraibana para homenagear. Em 2011, o Rei da Munganga Genival Lacerda, que completou 80 anos de vida, foi prestigiado com uma noite marcante. Em 2010 foi a vez do compositor forrozeiro Antônio Barros, e em 2009, os 90 anos do grande Jackson do Pandeiro era mote para o lançamento do projeto.

Escurinho

Natural de Serra Talhada, no interior de Pernambuco, Escurinho chegou à Paraíba em 1970, quando deu início a sua carreira artística na cidade de Catolé do Rocha. No sertão paraibano fez parte da banda “Ferradura”, juntamente com Chico César, grupo que se destacou por vencer vários festivais.

Sua obra é marcada pela mistura de diferentes ritmos embalados por modernos toques de percussão, ressaltando uma veia urbana bem característica de tal artista, mas bebe também na cultura popular nordestina, como o coco, a embolada e o reizado. Em 1995 lançou seu primeiro CD “Labacé”, junto à banda igual nome, criada por ele. Em 2003, a parceria rende mais um trabalho, o CD “Malocage”. Um resumo do trabalho de Escurinho foi compilado no DVD “Toca Brasil”, lançado em 2004. Entre outros trabalhos, o artista participou como percussionista e ator no espetáculo “Vau da Sarapalha”, acompanhou o cantor e compositor Chico César em uma turnê que passou por países vários, em 2006.

Projeto Tamborete

Primeiro grupo percussivo de zabumbas do Nordeste, o projeto musical Tamborete oferece aulas gratuitas a pessoas carentes. Hoje procurado por pessoas de todas das classes sociais e idades, é a oportunidade para quem quer aprender a tocar um instrumento percussivo. O grupo trabalha com todos os estilos musicais, apesar de ser relacionado com frequência à música regional.

 

Serviço

Tributo a Escurinho

Data: 21 de maio

Local: Teatro de Arena da Funesc

Hora: 18h

Entrada: 1kg de alimento não perecível