João Pessoa
Feed de Notícias

Trevo das Mangabeiras vira atração e pedestres param para ver de perto últimos ajustes

sexta-feira, 28 de agosto de 2015 - 11:52 - Fotos:  Francisco França e Alberi Pontes

O Trevo das Mangabeiras está recebendo os últimos acabamentos como sinalização e iluminação. Os antigos tapumes, que protegiam a obra, deram espaço a grades de proteção. Através delas, os pedestres que passam pelo trecho param para contemplar o resultado do trabalho, que virou atração mesmo antes de ser inaugurado. A diminuição do tempo de viagem, redução da quantidade de acidentes, além de melhoria das vendas do comércio local estão entre as vantagens enumeradas pela população.

Ao sair para fazer sua caminhada matinal, a professora de geografia, Izabel Cristina Martins, de 47 anos de idade, resolveu conferir de perto os últimos ajustes do Trevo das Mangabeiras. Ela ressaltou a importância estratégica do empreendimento. “Moro nos Bancários e hoje resolvi deixar o carro em casa e vir a pé para Mangabeira, aproveitando para ver como ficou o Trevo. É um espetáculo de intervenção nesse espaço geográfico da cidade. Era uma obra necessária não só pelo trânsito do trecho ou para evitar acidentes. Mas porque João Pessoa cresceu muito. É um elo fantástico entre os bairros da Zona Sul e o resto da cidade”, analisou.

O ladrilheiro Salatiel Francisco de Oliveira, 55, mora em Mangabeira VII. Depois de atender a um cliente, ele não pensou duas vezes e parou com sua bicicleta diante das grades de proteção do Trevo. “Chamou minha atenção e tive que parar para ver. Foi a melhor coisa que já fizeram nessa região. Além da redução de tempo de viagem das pessoas que dirigem e usam ônibus, vai diminuir muito o número de acidentes que havia aqui. Era para terem feito essa obra há muitos anos, mas faltava um governo de vergonha que pensasse nisso como este fez”, enfatizou.

Já para Susan Kelly dos Santos Monteiro Melo, 28, que mora no bairro José Américo e trabalha em uma loja de eletrodomésticos, na Avenida Josefa Taveira, um dos principais benefícios da obra é a diminuição do tempo de viagem. “Vai ser bem menor o tempo de chegar ao trabalho e poderei sair até mais tarde de casa. Vantagem não só para ir ao trabalho, mas para locais como, por exemplo, o shopping. Minha filha estuda aqui em Mangabeira e passará também a chegar mais cedo em casa”, disse.

Comerciantes e caminhoneiros na expectativa – Além da população que utiliza o Trevo das Mangabeiras para deslocamento, os comerciantes e prestadores de serviços do entorno da obra acreditam na melhora dos negócios. Esse é o caso dos caminhoneiros e frentistas, que utilizam um estacionamento anexo ao empreendimento como ponto de apoio.

O motorista e caminhoneiro Emanoel Cícero, 63, foi conferir de perto a movimentação dos trabalhadores e engenheiros para dar conta dos últimos ajustes do Trevo das Mangabeiras. “Para nós caminhoneiros de mudança e de frete, que temos o nosso ponto aqui ao lado desde 1983, a intervenção do governo é ótima. A quantidade de carros que passará por essa região será maior e, ao mesmo tempo, o fluxo melhor. Ficaremos mais visíveis. Porque antes era um enorme engarrafamento. Considero esse governo o que mais trabalhou, porque também fez outras obras que são importantes para nós caminhoneiros, como as novas estradas construídas em todo o Estado”, comemorou.

O vendedor Reginaldo Valdemar da Silva, 42, trabalha em um ponto comercial em frente ao Trevo das Mangabeiras, no lado sul. Para ele, a expectativa é que a quantidade de clientes aumente. “Depois de pronto, o Trevo não prejudicará em nada o acesso de clientes ao nosso estabelecimento e ainda restará espaço para estacionamento. Como no início da obra diminuiu nossa clientela, estamos na expectativa agora de que o fluxo de clientes normalize. Além do mais, quem passar pelo Trevo vai visualizar logo a loja, o que também é uma boa vantagem”, afirmou.

Investimento – O investindo para construção do Trevo das Mangabeiras foi de R$ 21,6 milhões. O empreendimento, que será entregue nesta segunda-feira (31) pelo governador Ricardo Coutinho, vai beneficiar mais de 200 mil pessoas.