João Pessoa
Feed de Notícias

Três peças levam o prêmio do Festival Zé Lins Encenado

segunda-feira, 6 de junho de 2011 - 12:13 - Fotos:  José Lins - Secom-PB

As obras “Negras Memórias de Bangüê”, de Stênio Soares, “Com Zé Lins não há quem possa: um curta metragem”, de Astier Basílio, e “Um Momento com Lula de Holanda”, de Fernando Teixeira, foram as três vencedoras do Festival Zé Lins Encenado. A premiação aconteceu no último sábado (4), no Teatro de Arena da Fundação Espaço Cultural (Funesc), durante encerramento da Semana Cultural que homenageia o escritor paraibano.

As encenações apresentadas tinham relação com o escritor José Lins do Rêgo, autor de “Fogo Morto” e “Menino de Engenho”, seja a partir de sua obra, curiosidades, biografia ou criação temática livre. Os vencedores receberão um prêmio no valor de R$ 1.000 cada, sem distinção de classificação.

Durante cinco noites, foram apresentados quase 30 trabalhos individuais e em grupos. O festival foi realizado com o objetivo de incentivar a produção cênica local a partir da obra do escritor José Lins do Rego no momento em que a Fundação Espaço Cultural celebrou os 110 anos de seu patrono.

Sinopses dos vencedores:

Negras Memórias de Banguê (Stênio Soares)

Integrantes:

Intérprete: Stênio Soares

Encenação: Stênio Soares e Flávio Lira

Música/percussão: Igor Gabriel.

Iluminação: Flávio Lira

Sinopse: A encenação é o resultado de um estudo dramatúrgico e cênico do romance Banguê, de José Lins do Rego destacando duas ambigüidades marcantes na obra: a relação entre tradição coronelista x modernidade, e a relação étnico-racial na zona ruralista.

Com Zé Lins não há quem possa: um curta metragem (Astier Basílio)

Integrantes:

Dramaturgo: Astier Basílio

Elenco: Suzy Lopes, Nika Barros, Flávio Lira, Sávio Farias, Jorge Félix.

Operador de luz: Igor Gabriel

Operador de som: Dinho Araujo

Sinopse: Com o objetivo de apresentar, em uma mesma cena, aspetos da vida e da obra do escritor José Lins do Rego, o grupo construiu uma situação em que uma equipe de documentaristas visita a escritora Rachel de Queiroz, amiga do romancista paraibano.

Um momento com Lula de Holanda (Fernando Teixeira)

Integrantes:

Proponente: Fernando Teixeira

Sinopse: A performance retrata um dos personagens do romance Fogo Morto de José Lins do Rego. Divagação de Lula de Holanda sobre sua filha Neném.