João Pessoa
Feed de Notícias

Treinamento envolverá 205 profissionais que vão trabalhar nos municípios atendidos pelo programa

terça-feira, 12 de janeiro de 2010 - 17:12 - Fotos: 
A Secretaria de Estado da Educação e Cultura (SEEC), em parceria com Ministério da Educação e Cultura (MEC), inicia no próximo dia 19 o curso de Capacitação para Professores do Projovem Campo – Saberes da Terra.

Segundo a gerente Operacional de Integração Escola-Comunidade da SEEC, Dulce Magalhães, serão capacitados 205 professores para atuação em 47 municípios atendidos pelo programa. O curso será ministrado por professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e deve acontecer de 19 a 23 de janeiro no Centro de Treinamento Miramar (Centremar), no bairro do Castelo Branco, em João Pessoa.

Qualificação - A partir de março deste ano, 1.500 jovens agricultores da Paraíba deverão entrar em sala de aula para receber qualificação através do Programa Projovem Campo – Saberes da Terra. Serão atendidos jovens entre 18 e 29 anos, que sejam alfabetizados, mas não concluíram o ensino fundamental.

O programa incorpora o diferencial na educação que os jovens da área agrícola precisam receber, já que o ambiente e as condições de vida são diferentes. Para atender a necessidade do aluno do campo foi elaborada uma proposta pedagógica e curricular diferente, com a realização de atividades educativas voltadas especificamente para esse público.

Prazo – De acordo com o Ministério da Educação, os Estados têm até o final de janeiro para concluir a matrícula dos jovens e cadastrá-los no sistema do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Na Paraíba, jovens de 47 municípios serão beneficiados com o programa no período de 2009 a 2010.

O curso terá duração de dois anos na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), formação que integra teoria e prática, tendo como eixos a agricultura familiar e a sustentabilidade. Os alunos vão receber auxílio financeiro de R$ 100,00, a cada dois meses, mas precisarão obter 75% de frequência para receber o recurso e o certificado.

O curso será desenvolvido no sistema de alternância tempo-escola (aulas presenciais) e tempo-comunidade (pesquisa, estudo e prática agrícola), com duração total de 2.400 horas, das quais 1.800 horas em sala de aula.

O currículo do Projovem Campo – Saberes da Terra aborda cinco temas: sistemas de produção e processo de trabalho agrícola; desenvolvimento sustentável e solidário; economia solidária; cidadania, organização social e políticas públicas; agricultura familiar, etnia, cultura e identidade. Além da temática profissional, os agricultores vão estudar linguagens, ciências exatas, formação humana e profissional.

Municípios atendidos – Alagoa Nova, Algodão de Jandaíra, Aparecida, Arara, Areal, Areia, Aroeiras, Bananeiras, Barra de Santa Rosa, Borborema, Boqueirão, Cajazeiras, Casserengue, Conde, Campina Grande, Esperança, Fagundes, Gado Bravo, Guarabira, Ingá, Jericó, Juripiranga, Lagoa Seca, Mari, Massaranduba, Matinhas, Marizópolis, Montadas, Mulungu, Natuba, Paulista, Pedras de Fogo, Pilões, Pombal, Queimadas, Remígio, Sapé, Santa Cruz, São Domingos de Pombal, São José da Lagoa Tapada, São Miguel de Taipu, São Sebastião de Lagoa de Roça, Serraria, Solânea, Triunfo, Barra de Santana, Damião e Serra Redonda.

Augusto Magalhães, da Assessoria de Imprensa da Secretaria Estadual da Educação e Cultura