João Pessoa
Feed de Notícias

Trauma recebe ação ecológica do Projeto Árvore idealizada por médicos

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011 - 18:43 - Fotos: 
Um grupo de seis médicos da Capital resolveu dedicar parte de sua carga horária de trabalho com cuidados ao meio ambiente através do Projeto Árvore, idealizado por eles há dois anos. Através de inúmeras discussões realizadas semanalmente, adotaram a iniciativa de plantar árvores da espécie ipê em hospitais da rede pública e instituições ligadas à área da saúde. Nesta sexta-feira (4), os jardins da recepção administrativa do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL) ganharam dos voluntários uma muda da espécie.
    
De acordo com o infectologista e coordenador do projeto, Ornildo Fernandes, o grupo se reúne uma vez por semana, em um dos hospitais privados de João Pessoa, no evento batizado por eles de “Café Filosófico”. O objetivo é planejar as atividades e discutir temas diversos, como saúde da população, meio ambiente, condições de trabalho dos médicos, melhorias das condições de vida das pessoas, entre outros.
    
O médico explicou que o grupo escolheu o ipê por ter sido eleita a árvore nacional brasileira. “Através do ato de plantar árvores, buscamos conscientizar a população na preservação ambiental, pois a qualidade de vida do ser humano também depende do cuidado com a natureza”.
    
O coordenador do Projeto Árvore adiantou que pretende estender a iniciativa para o interior da Paraíba. Em Campina Grande, dois colegas de profissão já aderiram à iniciativa. “Na Capital, já conseguimos plantar ipês no Hospital Napoleão Laureano, Clementino Fraga, Hospital Padre Zé, Conselho Regional de Medicina e, após o Hospital de Trauma, vamos levar à ação para o Hospital Universitário Lauro Wanderley”.
    
O diretor geral do Hospital de Trauma, Edson Neves, disse que a unidade hospitalar está de portas abertas para discutir não só questões relacionadas à medicina curativa prestada aos pacientes, mas outros assuntos que possam melhorar a qualidade de vida da população em geral. “O plantio de uma árvore significa um gesto de louvor à vida e o símbolo de proposta de melhoria da qualidade do meio ambiente que um fator condicionante de melhoria de qualidade de vida”.  
    
Participam ainda do projeto os especialistas em gastroenterologia, Manoel Jaime e Geraldo Almeida, pneumologista Leonardo Gadelha, intensivista Marco César e neurologista Weber Toscano de Brito.