Fale Conosco

17 de agosto de 2011

Trauma lança duas ações de humanização para servidores e usuários



Mais duas ferramentas de humanização foram lançadas pela gestão do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena: o projeto Acreditar, que prevê iniciativas para a melhoria no ambiente de trabalho e na qualidade de vida de funcionários, pacientes e acompanhantes. Além deste projeto, haverá também o Grupo de Trabalho Humanizado (GTH), que se destina a empreender uma política institucional de resgate da humanização na assistência à saúde, em benefício de quase 6.500 usuários/mês e dos mais de 2.000 profissionais de saúde que atuam na unidade.

As medidas de humanização no Trauma-JP visam à conquista da Acreditação, uma certificação semelhante ao ISO, mas exclusiva para as instituições de saúde. O coordenador da gestão, Edmon Silva, explicou que se trata de um método de avaliação voluntário, periódico que garante a qualidade da assistência por meio de padrões previamente definidos. “Não é uma forma de fiscalização, mas um programa de educação continuada”, destacou.

Edmon Silva adiantou que o Grupo de Trabalho Humanizado será composto por representantes dos diversos setores do hospital, que deverão ser indicados por seus coordenadores, considerando-se características como iniciativa, assertividade, colaboração e empatia.

Segundo Edmon, o grupo terá, entre outras competências, a função de estabelecer estratégias e mecanismos que tornem os serviços do hospital mais humanizados, liderar o processo de humanização no Hospital, promover uma ação conjunta da administração do hospital e de lideranças representativas dos profissionais dos vários setores e serviços e buscar estratégias de comunicação e integração entre os diferentes setores.

No âmbito do Projeto Acreditar, serão realizadas campanhas, cursos, palestras e treinamentos por profissionais capacitados, visando à qualificação dos profissionais e, consequentemente, melhorias nos serviços prestados aos usuários do hospital.

Referência – Além dos funcionários do hospital, a solenidade de lançamento do Projeto Acreditar e do GTH contou com a participação do diretor geral da unidade, Ginaldo Lago, que ressaltou a importância de se conjugar verbos como humanizar e acreditar nesses novos tempos. Já o diretor administrativo, Sílvio Guerra, lembrou que é preciso transformar o hospital não apenas numa referência para a Paraíba, mas, também, para todo o Brasil, a partir da capacitação e valorização de seus colaboradores.

Na ocasião, a coordenadora do Núcleo de Ações Estratégicas, Rosângela Guimarães, apresentou as seis metas internacionais de segurança ao paciente, como parte do programa de qualidade no atendimento que será adotado no hospital. As metas, que permitirão construir um padrão de excelência cada vez mais elevado, são: Identificar os pacientes corretamente; melhorar a efetividade da comunicação entre profissionais da assistência; melhorar a segurança de medicações de alta vigilância; assegurar cirurgias com local de intervenção correto, procedimento correto e paciente correto; reduzir o risco de infecções associadas aos cuidados de saúde; e reduzir o risco de lesões aos pacientes, decorrente de quedas.