Fale Conosco

1 de fevereiro de 2013

Trauma de João Pessoa adota novo sistema de alimentação de pacientes



Os pacientes do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, que precisam se alimentar através de nutrição enteral (feita através de sondas) ganham, a partir deste mês, um novo sistema de alimentação, mais seguro e que reduz os ricos de contaminação. O novo método, conhecido como Dieta de Sistema Fechado, vem substituir o atual Sistema Gravitacional Intermitente, e oferecerá mais qualidade nutricional para os pacientes.

Em média, cerca de 35 paciente recebem nutrição via sonda a cada três horas, totalizando 245 refeições produzidas por dia. Segundo a coordenadora do setor de Nutrição, Christiane Carneiro, o atual sistema tem problemas que serão corrigidos com o Sistema Fechado, modelo recomendado pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“No modelo anterior, as dietas têm um período curto para serem fornecidas ao paciente, em torno de uma hora, muitas vezes a refeição tem de ser interrompida para procedimentos médicos”, explica. Já no novo sistema, a alimentação é fornecida durante 24 horas ininterruptamente, através de bombas de infusão ligadas às sondas e ao paciente.

Christiane garante ainda que o novo sistema de alimentação é balanceado e mais seguro, já que anteriormente, mesmo que viesse fechada, a alimentação tinha de ser manipulada. “O sistema novo vem fechado em bolsas intactas, o que reduz muito o risco de qualquer tipo de contaminação”, avalia a coordenadora.