João Pessoa
Feed de Notícias

Trauma de CG celebra parceria com hospitais Pedro I e da FAP

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 - 17:56 - Fotos: 

Para evitar a superlotação e tornar mais eficiente o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no setor de urgência e emergência, o secretário de Estado da Saúde, José Maria de França, mais a Superintendência de Hospitais de Urgência e Emergência e a direção do Hospital Regional de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, bem como o secretário de Saúde de Campina Grande, Metuselá Agra, estudam a possibilidade de celebrar uma parceria com os Hospitais Pedro I e FAP.

Com a proposta, apresentada pelo diretor do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, José Carlos Evangelista, designado pelo secretário para realizar a missão, e discutida esta semana pelos diretores da FAP e Pedro I, a idéia é desafogar o atendimento no Hospital Regional campinense.

O acordo – Com a pactuação, alguns pacientes que diariamente recorrem ao Hospital Regional em busca de atendimento médico, poderão ser transferidos para o Pedro I e FAP. Pelo acordo que está sendo celebrado, o Pedro I vai atender os casos de Ortopedia, Cirurgia Vascular e Neuro-cirurgia. Já a FAP ficará com a missão de atender aos pacientes da parte Clínica e outras especialidades.

Com o acordo entre o Estado e os dois hospitais privados, algumas cirurgias ortopédicas, vasculares e neurológicas poderão ser realizadas no Pedro I. O diretor João Menezes esclareceu que o HR continuará atendendo da mesma forma e realizando a sua missão de urgência e emergência. Só que agora terá mais dois hospitais para dar um suporte ao atendimento.

A proposta, conforme observou o diretor geral do Hospital Regional, João Menezes, quer justamente agilizar os atendimentos as patologias urgência e emergência. Ele ressaltou que todas as pessoas que chegarem ao HR serão atendidas. Somente após terem o problema de saúde estabilizado pelos profissionais do Hospital de Trauma, é que os pacientes serão encaminhados ao Pedro I ou à FAP dependendo da patologia.

O Hospital Regional de Emergência e Trauma atende em média 300 pessoas por dia. Por mês, o atendimento ultrapassa os 10 mil procedimentos. Em janeiro deste ano foram 10.193 atendimentos. Único hospital público a possuir médicos atendidos em 18 especialidades, o HR realiza em média 400 cirurgias por mês, muitas delas de alta complexidade. Mantido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), é referência na região e atende pacientes de mais de 180 municípios.
 

Da Assessoria de Imprensa do Hospital Regional de Campina Grande