Fale Conosco

11 de fevereiro de 2014

Trauma de Campina promove palestra sobre infarto do miocárdio



O Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande vai realizar na próxima quinta-feira (13), a partir das 19h, uma palestra sobre Infarto Agudo do Miocárdio, na sede do Samu-CG. A palestra será ministrada pela cardiologista e médica da Unidade Vascular do Trauma, Imara Queiroz, e tem os profissionais do hospital como público-alvo.

De acordo com a médica, o objetivo é fazer uma interação com os profissionais do Samu para que eles possam ser orientados a selecionar de forma adequada os pacientes levados para o local Essa será a primeira atividade do cronograma de treinamentos e capacitações que abordarão outros assuntos ligados às áreas atendidas pela unidade durante todo o ano.

A Unidade Vascular do Trauma de Campina Grande é a primeira do Estado e consiste em uma área de quatro leitos, ao lado do centro de imagens, que recebe os pacientes vitimas de AVC isquêmico, infarto agudo do miocárdio e embolia pulmonar que estiverem nas primeiras horas após o evento.

De acordo com o diretor geral da instituição, Geraldo Medeiros, a área conta com técnico de enfermagem, enfermeiro, neurologista de plantão no hospital e neurocirurgião que fazem o tratamento imediato desses pacientes.

O tratamento é realizado através de drogas que chamamos trombolíticas, pois dissolvem e destroem os coágulos permitindo que esses pacientes que chegam ao hospital com uma preposição de ficarem com o lado morto ou com sequela neurológica para o resto da vida possam recuperar os movimentos em função de uma atitude terapêutica rápida e eficaz, isto é, a utilização dessas drogas que são os trombolíticos”, afirma.

Para garantir a eficiência no atendimento e a assistência a todos, a unidade de saúde conta com 262 médicos, sendo 37 de plantão 24 horas em todas as especialidades de urgência. O hospital dispõe de internação clínica e cirúrgica em seis blocos de enfermaria, com 308 leitos.

O Trauma de Campina Grande é referência em traumatologia para 203 municípios da Paraíba, além de algumas cidades do Rio Grande do Norte e Pernambuco.