João Pessoa
Feed de Notícias

Trauma de Campina prepara recepção de pacientes da pediatria

sábado, 14 de maio de 2011 - 11:34 - Fotos: 

O Governo do Estado continua trabalhando para que o Hospital de Emergência e Trauma Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, possa o quanto antes oferecer todos os serviços para a população. Após o processo de higienização, a ocupação da parte administrativa (diretorias, setor de contas médicas, farmácia central, setor financeiro e necrotério), o cronograma para a abertura do Hospital prossegue no início da próxima semana com a transferência dos pacientes da pediatria, do Hospital Regional, que não precisam de oxigênio medicinal.

A partir do dia 22, será feita a transferência dos pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva do HR para leitos reservados em outros hospitais. No mesmo dia, começa a transferência dos cilindros de rede de gases do Regional para o Trauma. “Esses gases são representados pelo oxigênio, que é fornecido por empresas privadas na forma de cilindros. Esse gás é canalizado para as enfermarias e UTI´s, a fim de serem utilizados como balões de oxigênio. Essas pessoas são  mantidas vivas graças ao oxigênio medicinal”, explica o diretor técnico do hospital, o médico Flawber Cruz.

Após a instalação dos cilindros, que vai durar quatro dias, será feita a transferência dos pacientes para as UTI´s adulto e infantil do novo Hospital de Trauma. Entre os dias 23 a 27 deste mês, acontece o treinamento dos técnicos em radiologia e instalação de central de informática com abertura da central de imagens (Raio X e tomografia). No período de 30 de maio a 3 de junho, será feita a instalação da central transfusional e do laboratório de análises clínicas. Já entre 6 a 10 de junho, ocorre a abertura de três salas cirúrgicas.

O cronograma ainda prevê, até dia 17, a abertura da área do Trauma com atendimento dos casos referenciados de urgência e emergência (classificação de risco vermelho e amarelo) com início da internação de pacientes nas enfermarias clínicas e cirúrgicas. Entre 20 e 26, acontece a abertura do setor de queimados, coincidindo com os festejos juninos quando aumenta a incidência de queimaduras. No dia 27 de junho, ocorrerá a abertura das três últimas salas cirúrgicas.

O diretor-geral do Hospital de Trauma, o médico Geraldo Medeiros, disse que o perfil de atendimento será estruturado para não inviabilizar o novo equipamento. “O hospital será direcionado exclusivamente para emergência clínica, pediatria e trauma, logo, não atenderá as pessoas de pequena e média complexidade”, revela Geraldo. O atual governo já investiu mais de R$ 5 milhões para a conclusão e estruturação do hospital.