Fale Conosco

20 de abril de 2012

Trauma de Campina Grande realiza treinamento para cirurgiões gerais



O Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, em parceria com a Fortmed, promove nos dias 26 e 27 de abril o I Treinamento de Cirurgias Com Telas Cirúrgicas. O evento será realizado no auditório do hospital e tem como público-alvo cirurgiões gerais e estagiários.

Com o treinamento, os médicos passarão por um aperfeiçoamento na utilização das telas cirúrgicas. No dia 26, a partir das 18h30, será proferida uma palestra com o médico e professor do Ceará Anísio José Alexandre para um treinamento teórico. No dia 27, às 7h30, serão realizadas seis cirurgias para que os profissionais possam participar dos procedimentos práticos.

O gerente da Fortmed, Wladimyr de Alencar, reforçou que iniciativas como essa são importantes apenas para a empresa como para as instituições parceiras, pois a troca de informações faz com que o serviço prestado para população melhore de forma considerável.

“O intuito desse treinamento é capacitar os médicos para utilizar de melhor forma as telas cirúrgicas que existem hoje no mercado. Nós temos telas parcialmente absorvíveis e telas não absorvíveis. Hoje, os médicos têm um conhecimento de 80% de telas não absorvíveis, o que causa um pouco de incômodo para o paciente, com a região da cirurgia muito rígida”, disse

A parceria foi firmada, como destacou Wladimyr de Alencar, por conta dos serviços de qualidade prestados pela unidade hospitalar. “Partindo do princípio de que o hospital prima pela qualidade, nós resolvemos fazer esse treinamento de telas cirúrgicas aqui” declarou.

Treinamentos como esse são realizados com bastante frequência, e pela primeira vez acontecerá na Paraíba. O Hospital de Trauma de Campina Grande foi o primeiro a ser beneficiado no estado.

Referência - Em 2011, o Trauma de Campina realizou 6.590 cirurgias, sendo que 1.221 no setor de cirurgia geral. De janeiro a março de 2012, foram realizadas 2.157 cirurgias. Comparado com o mesmo período do ano passado, houve um acréscimo de 41,26% nos procedimentos cirúrgicos. Em relação à cirurgia geral, o número também cresceu. Em 2012, foram feitas 429 cirurgias. Ano passado, foram 279, um amento de 34,96%. O hospital é referência para 173 municípios paraibanos e atende ainda pessoas vindas do Rio Grande do Norte e Pernambuco.