Fale Conosco

12 de agosto de 2013

Trauma de Campina Grande faz parceria com Hemocentro e promove dia de coleta de sangue



O Hospital de Trauma de Campina Grande e o Hemocentro se uniram para promover um dia de incentivo à doação e coleta de sangue. A ação acontecerá nesta quarta-feira (14), das 8h às 16h, com o objetivo de abastecer o estoque do banco de sangue da unidade hospitalar, que é referência em urgência e emergência na região da Borborema e apresenta grande demanda de atendimentos.

A unidade móvel do Hemocentro estará em frente do Hospital de Trauma e os doadores devem comparecer munidos de documentos originais com foto. Segundo o diretor técnico do Trauma-CG, Flawber Cruz, a unidade hospitalar tem consumido normalmente mais de 700 bolsas de sangue por mês, repondo apenas 150. “Essa coleta itinerante tem o objetivo de facilitar o acesso de doadores à coleta, sobretudo familiares de doentes internados neste hospital que receberam sangue”.

De acordo com o médico, a iniciativa visa mobilizar a sociedade em prol de uma causa humanitária garantindo que vidas sejam salvas e tratamento adequado possa ser garantido a pacientes graves.

As doações podem ser feitas por qualquer pessoa entre 18 e 65 anos, acima de 50 kg, após uma boa noite de sono e café da manhã reforçado (sem alimentos gordurosos). Não pode doar aquele que ingeriu bebida alcoólica 24 horas antes da doação ou fumou nas duas horas anteriores. Todo o processo de doação de sangue dura cerca de uma hora. Os homens podem doar até quatro vezes ao ano, com um intervalo de dois meses entre cada doação. Já as mulheres podem doar três vezes, com um intervalo de três meses.

Mais de 56 mil pessoas já foram atendidas este ano no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande. A unidade hospitalar atende cerca de 300 pacientes diariamente.