João Pessoa
Feed de Notícias

Trade turístico destaca importância do Centro de Convenções

segunda-feira, 28 de setembro de 2009 - 08:29 - Fotos: 

"Estamos em estado de graça" afirmou o empresário Tadeu Pinto, síndico do Condomínio do Pólo Turístico do Cabo Branco, representante dos hoteleiros, sobre o anúncio da assinatura da ordem de serviço da construção do Centro de Convenções de João Pessoa, marcada para segunda-feira (28). Ele acompanha o projeto desde sua concepção, há 22 anos, e considera que o centro será o grande ponto de atração para o novo complexo turístico hoteleiro que se concretizará com investimentos de grande porte.

Na mesma linha de pensamento, o jornalista Willys Leal, presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo na Paraíba (Abrajet-PB) afirmou que o Centro de Convenções vai mudar a história do turismo paraibano, equivalente ao que ocorreu quando da inauguração do Hotel Tambaú. Ele foi mais além, acrescentando que o Centro de Convenções está integrado a um projeto mais amplo que é o Pólo Turístico do Cabo Branco, que será uma referência para o turismo nacional. Ele disse, ainda, que o empreendimento vem num momento adequado, pois a duplicação da BR-101 atrairá mais visitantes à Paraíba. Na visão de Willys Leal, o centro terá um enorme efeito multiplicador.

Já a presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH-PB), Manuelina Hardman, entende que Centro de Convenções colocará João Pessoa e a Paraíba em condições de competitividade com outros estados e cidades para atração de grandes eventos, pois, atualmente, não é possível captar seminários, exposições e feiras que tragam à cidade cerca de 1.000 participantes diretos por falta de um auditório de grande porte, o que será feito no Centro de Convenções. Ela também considera que, apesar da distância entre os hotéis existentes na Orla e o futuro Centro de Convenções, este não será um fator negativo, citando como exemplo o Rio de Janeiro, onde o RioCentro fica na Barra da Tijuca e muitas pessoas se hospedam em Copacabana ou Ipanema e participam de eventos no Centro de Convenções. Ela também ressaltou que este empreendimento será um diferencial para o turismo local.

A construção do Centro de Convenções em João Pessoa é uma reivindicação antiga dos empresários ligados diretamente ao turismo, especificamente aos empresários da área de eventos e negócios. O Gestor Executivo do Convention & Visitors Bureau de João Pessoa, Turismólogo Ferdinando Lucena, disse que a cidade perde em competitividade no processo de atração de grandes eventos por não contar com esse equipamento, que agora vira uma realidade.

Dados do Convention Bureau apontam que a perda em recursos que poderiam ser injetados na economia da cidade gira em torno de R$ 35 milhões por ano. “A construção do Centro de Convenções, além de injetar dinheiro na economia local, vai criar expectativas reais de geração de empregos”, disse Lucena.

Lucena enfatiza, ainda, que o Centro de Convenções de João Pessoa, anunciada pelo governador José Maranhão vai provocar uma “verdadeira revolução” na área de realização de eventos, multiplicar a quantidade de investimentos empresariais e gerar entre 7 mil e 10 mil empregos, em diversos setores, já que suprirá uma necessidade da área e, por isso, perdemos a cada ano cerca de 40 congressos para outros destinos e estados vizinhos, o que significa, em dinheiro, cerca de R$ 100 milhões anualmente”.
  
Portanto, o anúncio do Governador “chega num momento extremamente importante para o nosso estado porque o nosso destino passará a ter a mesma condição de competitividade que os demais do Nordeste, de forma que com o seu funcionamento teremos mais montadoras de estandes, mais locadoras de automóveis, mais empresas de eventos, mais bares, restaurantes agências etc. Com isso serão criados, no mínimo, mais 10 mil empregos”, ressaltou Lucena.