João Pessoa
Feed de Notícias

Trabalho da Emater com caprinocultura é destaque na AL do Maranhão

terça-feira, 24 de setembro de 2013 - 15:05 - Fotos: 

Os trabalhos de assistência técnica e assessoramento aos criadores de caprinos e ovinos que o Governo do Estado da Paraíba realiza, por meio da Emater, teve o reconhecimento da Assembleia do Estado do Maranhão, que destacou sua participação na VI Exposição de Caprinos e Ovinos de Vargem Grande (Expovargem), realizada de 13 a 15 deste mês. Neste evento, o assessor estadual de Caprinocultura da Emater, veterinário Everaldo Cadena, fez exposição acerca das experiências exitosas no setor realizadas na Paraíba e organizou o 1º Torneio Leiteiro do Maranhão.

Em pronunciamento na Assembleia daquele Estado, o deputado Fábio Braga (PMDB) destacou a realização da exposição e lembrou que o ponto alto do evento foi o 1º concurso leiteiro de cabras do Maranhão, que teve assessoramento da Emater Paraíba, além do treinamento de criadores e exposição do trabalho executado pelos caprinocultores paraibanos.

No ano passado, um grupo de técnicos da Agência de Extensão Rural e Pesquisa (Agerp), do Sebrae e produtores ligados a Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Vargem Grande (Accovag) visitaram a Paraíba, quando conheceram o potencial da caprinocultura paraibana e a forma de conviver com a estiagem. Na ocasião, visitaram criadores dos municípios de Prata, Zabelê, Gurgão e São Sebastião de Umbuzeiro, no Cariri Paraibano, e Sertânia, no Estado de Pernambuco. Ao final, acertaram a continuidade da troca de experiência e a aquisição de matrizes e reprodutores melhorados e com potencial leiteiro.

Segundo Cadena, o torneio teve uma função educativa para despertar o interesse dos produtores da região do Baixo Itapecuru. Também foram capacitados produtores sobre o manejo alimentar e a aplicação das boas práticas agropecuárias através do uso do kit de ordenha recomendado pela pesquisa da Embrapa. “Dessa forma, se produz um leite em condição de higiene e controle de qualidade para atender a demanda da unidade de beneficiamento inaugurada naquele município”, afirmou Cadena.

Participaram do torneio, 26 matrizes em três categorias, marrãs, cabra jovem e cabra adulta, com uma produção de 33 quilos de leite ao dia. De acordo com a realidade local, esse leite seria comercializado a R$ 2,00 o litro, o que somaria um valor de R$ 66,00 ao dia, totalizando R$ 1.980,00 mês. Considerando uma despesa de 40% (realidade local) igual a R$ 792,00, o criador teria uma receita líquida de R$ 1.180,00.

Segundo o técnico, a viabilidade econômica da cabra de leite prevalece em todas as regiões do Nordeste e até em partes do Brasil e em países onde a caprinocultura prevalece. Sobre o reconhecimento da Assembleia Legislativa do Maranhão, por meio do deputado Fabio Braga, Cadena disse que é gratificante por também se tratar de um grande criador de caprinos e ovinos daquele Estado. “O apoio da Agerp na pessoa do presidente Jorge Fortes, permite a integração e parceria com a Emater Paraíba”, afirmou.