Fale Conosco

3 de setembro de 2009

Trabalhadores pedem linha de crédito para fomentar atividades produtivas no campo



O governador José Maranhão concedeu audiência na manhã desta quinta-feira (3), no Palácio da Redenção, a integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) que estiveram acompanhados do superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na Paraíba, Frei Anastácio, e do deputado estadual Rodrigo Soares (PT). O vice-governador Luciano Cartaxo, o secretário chefe da Casa Civil, Marcelo Weick e a secretária do Desenvolvimento Humano, Giucélia Figueiredo, também recepcionaram a comissão.

Cícera Soares, uma das coordenadoras do MST na Paraíba, informou que da pauta de reivindicações com o governador Maranhão constaram uma solução para 900 famílias atingidas pela construção da barragem de Acauã; lotes nas Várzeas de Sousa para famílias assentadas em área naquele município; convênio em parceria com o Cooperar e Coopterra; programa de micro crédito para fomentar atividades produtivas nos assentamentos, construção de escolas no campo e capacitação de trabalhadores rurais assentados. O MST tem atualmente no Estado 2.756 famílias assentadas.

Após a audiência com o governador José Maranhão, o superintendente do Incra, Frei Anastácio, avaliou que o encontro foi produtivo. O governador acatou a pauta apresentada pelo MST e determinou a formação de uma comissão para trabalhar no sentido de atender aos pleitos, dentro das possibilidades do Governo.

A comissão será integrada pelo secretário chefe da Casa Civil, Marcelo Weick; o secretário da Educação, Sales Gaudêncio; Álvaro Dantas, presidente do Interpa; Frei Anastácio, Arimatéia França, assessor especial de Relações com os Movimentos Sociais (empossado nesta quinta-feira), e a coordenação do MST.

 Josélio Carneiro, com fotos de manodecarvalho, da Secom-PB