João Pessoa
Feed de Notícias

Técnicos do Cooperar recebem treinamento sobre sistema que agiliza execução de projetos

quarta-feira, 23 de setembro de 2015 - 09:42 - Fotos: 

O Sistema de Elaboração de Análise de Projetos (Seap), operacionalizado pelo Banco do Nordeste, será mais um instrumento de trabalho da equipe técnica do Projeto Cooperar, que vai permitir maior eficiência e celeridade, desde a análise até a liberação dos recursos, na execução dos projetos que beneficiarão a população rural na Paraíba com investimentos do Banco Mundial a partir deste ano. O sistema foi tema de curso ministrado pelo BNB aos técnicos do Cooperar e encerrado nessa terça-feira (22), na sede da superintendência do banco em João Pessoa.

O gerente da área de Acompanhamento de Projetos do BNB, Francisco Leostênis dos Santos, um dos responsáveis pela realização do treinamento, explicou que há 15 anos o BNB trabalha com essa metodologia para facilitar ao técnico elaborador de cada projeto a apresentação e alimentação dos dados no sistema. “Após a definição das atividades de cada beneficiário, o projetista contratado idealiza e formata o projeto e, após essa formatação, insere os dados dentro das planilhas do sistema para que o banco possa fazer a análise e contratação”, adiantou, destacando que isso facilita o trâmite do projeto e posterior liberação dos recursos.

Cada projeto deve ser enviado para a agência onde o cliente/beneficiário está cadastrado e, em até no máximo 60 dias, a operação de crédito deve ser liberada, que culmina com a liberação dos investimentos previstos.

Caberá ao Cooperar checar todos os dados dos projetos antes de ser inseridos no sistema para evitar que seja reprovado, cumprindo com todos os critérios exigidos pelo Banco Mundial.

Para a gerente do escritório do Cooperar em Areia, Márcia Maria Araújo, todo o conhecimento é bem vindo para alcançar as metas previstas no próximo acordo de empréstimo com o Bird. “Cada técnico especialista usará os conhecimentos de sua área para analisar os projetos. Optar pelo Banco do Nordeste será uma forma eficiente de fazer a gestão e otimização dos recursos, pois é uma instituição que alcançou respeito da sociedade e outras instituições financeiras como o Banco Mundial. E outra vantagem é que não cobra juros de associados/cooperados, que são o público alvo do Cooperar”, adiantou.

O treinamento sobre Sistema de Elaboração de Análise de Projetos (Seap) também foi ministrado pelo analista de projetos do BNB, Dionísio Bezerra da Silva. Além da parte teórica, os técnicos do Cooperar tiveram oportunidade de acesso ao sistema em tempo real.