Fale Conosco

25 de outubro de 2017

Técnicos do Cievs na Paraíba recebem capacitação do Ministério da Saúde  



Técnicos do Centro de Informações Estratégicas da Vigilância em Saúde (Cievs) nacional, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Epsus (investiga surtos) iniciarão, nesta quinta-feira (26), às 10h, uma oficina para 50 profissionais de saúde envolvidos com o Cievs na Paraíba. O encontro continua na sexta-feira (27), no auditório da Agevisa, em João Pessoa, e tem como objetivo fortalecer a rede Cievs, que conta com 57 centros ativos em todo o Brasil. O mesmo evento deverá ser realizado em todos os centros.

O Cievs tem a missão de realizar a captação de notificações, monitoramento, mineração de dados e análise epidemiológica de surtos e epidemias nacionais e internacionais. Compõe a Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública.

“Esta oficina norteará as ações de monitoramento, execução e de apoio às respostas dos municípios para conter surtos e situações de emergência em saúde pública”, avaliou a gerente executiva de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde, Renata Nóbrega.

Na Paraíba, há dois centros: o Cievs estadual e o da capital. O do Estado é coordenado pela técnica da SES, Diana Pinto. Segundo ela, na Paraíba o Cievs existe desde 2007. É ele quem coordena os municípios nas situações de surtos e doenças de notificação compulsória imediata (48 horas), a exemplo de óbito por dengue, sarampo, rubéola, entre outras. “Nós recebemos a notificação dos municípios, por meio dos trabalhadores de saúde; verificamos a notificação e articulamos a resposta”, explicou Diana. Ela lembra de algumas situações nas quais o Cievs teve papel fundamental, a exemplo da microcefalia (2015/2016); sarampo (2010/2013) e H1N1 (2009).

O Cievs do Estado funciona 24 horas, em plantão presencial ou de sobreaviso. Existem dois números de telefone à disposição dos trabalhadores de saúde para fazerem as notificações: 0800-281-0023 e 9-8828-2522.