Fale Conosco

10 de setembro de 2009

Técnicos de PE conhecerão trabalho da Emater com abacaxi e mamão



Chega à Paraíba na próxima terça-feira (15), uma missão técnica formada por estudantes de agronomia e professores de Fruticultura, Fitopatologia e Entomologia da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), unidade de Garanhuns. O objetivo da visita é conhecer o trabalho realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB), com as culturas de abacaxi e mamão.

A visita, solicitada pelo professor Mairon Moura da Silva, da Unidade de Garanhuns, começa na tarde da terça-feira (15) no campo de abacaxi pertencente ao produtor Luiz Gonzaga Primo, no município do Conde. No dia seguinte, a comitiva conhecerá em Mamanguape uma plantação de mamão, na propriedade de Roberto Cavalcante de Morais.

 As visitas a esses campos serão acompanhadas pelo assessor estadual da Cultura do Abacaxi da Emater, o engenheiro agrônomo Leôncio da Costa Vilar, que na quarta-feira (16) profere palestra sobre o ‘Ciclo e Manejo da Produção das respectivas culturas’.

PB em primeiro lugar – Atualmente, segundo Vilar, a Paraíba ocupa o primeiro lugar na produção nacional de abacaxi. Sob orientação da Emater, a cultura é trabalhada em 37 municípios das regiões administrativas de João Pessoa, Guarabira e Itabaiana, beneficiando centenas agricultores, com uma média de cinco empregos por hectare, totalizando 60 mil empregos diretos e indiretos.

A cultura introduziu, no ano passado, 220 milhões de reais na economia do Estado com a exportação de 80% do produto para os Estados do Sul e Sudeste, principalmente São Paulo, o maior consumidor. A produção de 2008 foi de 345 milhões de frutos.

Comercialização – Os agricultores paraibanos, para chegar aos estados consumidores, estão utilizando a Bolsa do Comércio de Pernambuco, que até então só trabalhava com grandes produtores. A iniciativa partiu de um trabalho de parceria entre a Emater e o Governo Maranhão II, o que permitiu a eliminação da figura do atravessador, a quem os agricultores vendiam o produto por preço abaixo do mercado.

O mamão também é destaque na Paraíba. Segundo técnicos da Emater a cultura é trabalhada em 906 hectares, com uma produção anual de 28.879 toneladas e um rendimento médio de 31.875 quilos por hectare. Os principais municípios produtores são Mamanguape, Alhandra, Pitimbu e Conde, pertencentes à região administrativa de João Pessoa, no Litoral paraibano.

Lourdinha Araújo, da Assessoria de Imprensa da Emater-PB