Fale Conosco

19 de agosto de 2016

Técnicos de Belo Horizonte e do Ministério da Saúde visitam Ambulatório para Travestis e Transexuais



O Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais (TT), situado no Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga, vai receber, nestes dias 22 e 23 de agosto, a visita de representantes da Secretaria de Saúde de Belo Horizonte e do Departamento de Apoio à Gestão Participativa – Dagep do Ministério da Saúde.

A visita das equipes tem objetivos distintos. Para a equipe da capital mineira, a vinda à Paraíba tem a finalidade de conhecer de perto os serviços do Ambulatório TT da Paraíba e verificar o funcionamento do fluxograma, além de acompanhar a demanda em relação aos usuários que utilizam os serviços, oriundos do Tratamento Fora do Domicilio (TFD).

A visita da equipe técnica do Ministério da Saúde tem como principal objetivo viabilizar a habilitação do serviço ambulatorial de saúde integral para travestis e transexuais, que funciona há três anos e ainda depende da habilitação do MS como serviço ambulatorial.

As reuniões com os técnicos de Belo Horizonte e do Ministério da Saúde devem acontecer nesta segunda e terça-feira, dias 22 e 23 de agosto, a partir das 9h, no auditório do Complexo Clementino Fraga.

Já confirmaram presença a diretora-geral do Complexo Hospitalar Clementino Fraga, Adriana Melo Teixeira; Ivoneide Lucena – gerente da Coordenação Operacional de HIV/Aids do Estado da Paraíba; Sérgio Araújo – gerente do Ambulatório TT; Eduardo Sérgio – responsável técnico do Ambulatório TT; Gilberta Soares – secretária da Mulher e Diversidade Humana da Paraíba; Roberta Shutz – gerente executiva de Políticas Publicas da População LGBT do Estado da Paraíba; Alberto José – gerente de Vigilância Sanitária Municipal e os demais profissionais da equipe multidisciplinar do Ambulatório de Saúde Integral Para Travestis e Transexuais.