Fale Conosco

11 de outubro de 2012

Técnicos da SES ressaltam importância de Comissões de Controle da Infecção Hospitalar



A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou nesta semana uma série de  visitas técnicas nos hospitais da rede pública e privada. Foi constatado que em todas unidades de saúde existem Comissões de Controle da Infecção Hospitalar (CCIH) atuante no sentido de desenvolverem um trabalho educativo em relação aos multiprofissionais e visitantes dos serviços de saúde.

“A instalação de uma Comissão de Controle da Infecção Hospitalar numa unidade saúde é de grande importância para o monitoramento dos indicadores da infecção no ambiente de saúde, avaliação dos tipos de bactérias causadoras da infecção e da real situação no que diz respeito as formação de prevenção e combate da infecção hospitalar”, destacou a gerente Executiva de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares.

A gerente executiva afirma que é necessário um grande esforço por parte dos profissionais dos estabelecimentos de assistência à saúde para a prevenção das infecções. Ela explicou que o gesto simples de lavar mãos contribui para a redução das infecções relacionadas com a assistência à saúde, promovendo a segurança dos pacientes, profissionais e demais usuários dos serviços de saúde. “A higienização das mãos é considerado o procedimento mais importante e barato para evitar a transmissão de infecções nos serviços de saúde”, destacou.

Outros dados – A Organização Mundial da Saúde estima que entre cinco e 10% dos pacientes internados em hospitais nos países desenvolvidos desenvolverá uma infecção hospitalar. Nos países em desenvolvimento, o risco de adquirir essa infecção é pelo menos duas vezes maior. Alguns estudos indicam que uma única infecção adquirida no hospital gera gastos de US$ 10,000.00 (mais de R$ 15.000,00) e aumenta em quatro vezes o risco de morte de um paciente internado.