João Pessoa
Feed de Notícias

Técnicos da Agropecuária visitam o Ceará para conhecer Projetos para Agricultura

terça-feira, 12 de abril de 2011 - 13:19 - Fotos: 

O Governo do Estado enviou o secretário Executivo de Estado da Agropecuária, Rômulo Montenegro, e gerentes executivos da secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca para conhecer a estrutura organizacional dos projetos da agricultura irrigada, defesa agropecuária e produção de sementes do estado do Ceará (CE). O objetivo foi conhecer o desenvolvimento de alguns setores e aplicar projetos no estado da Paraíba.

O interesse da comitiva em conhecer projetos no estado vizinho deve-se às discussões em torno do retorno e andamento das obras do Sistema de irrigação das Várzeas de Sousa, determinado pelo governador Ricardo Coutinho.

Atualmente, a agricultura irrigada do Ceará emprega aproximadamente de 58.448 pessoas em todo o Estado. Do total de postos de trabalho, 23.360 são gerados pela fruticultura, 13.028 pela produção de hortaliças, 3.974 pela floricultura e 18.086 na produção de outros produtos.

O paraibano Francisco Zuza de Oliveira é engenheiro agrônomo formado pelo Centro de Ciências Agrárias da Paraíba (UFPB) e Mestre em Fruticultura Tropical pela Universidade Estadual Paulista UESP é o diretor presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará.

Francisco Zuza, em reunião com a comitiva paraibana, disse que o avanço da agricultura irrigada do Ceará só foi possível devido aos investimentos em novas tecnologias, à atração de investimentos, contratação de mão de obra especializada e à ousadia dos produtores, que acreditaram na agricultura irrigada e contraíram empréstimos junto às instituições financeiras para investirem em inovação e capacitação. “Essa expansão possibilitou que o Ceará saísse da 15a posição no ranking dos estados exportadores de frutas para a 2a colocação, atrás apenas da Bahia. Além disso, o Estado é hoje o maior exportador de rosas do País”, afirmou o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará.

A equipe de técnicos, que durante quatro dias (5,6,7 e 8 de abril) estiveram em Fortaleza (CE), também conheceram a infraestrutura para atender a utilização de águas da transposição do rio São Francisco.

Outra questão discutida entre os dois estados foi sobre Defesa Agropecuária. A discussão girou em torno dos processos implantados nas queijarias artesanais do Ceará. “Aqui na Paraíba existem inúmeras queijarias informais e o resultado disto é que o produto produzido não entra no mercado, pois, não tem a certificação idônea. Tal maneira que, isto retira o poder de competição do nosso produtor de leite” informou o secretário.

Além do secretário Executivo da Agropecuária, Rômulo Montenegro, também participaram da comitiva, os gerentes Executivos da Defesa Agropecuária, Jamir  Mascena de Sousa; o gerente de Abastecimento e Pesca, Rubens Tadeu e o gerente de Irrigação da Sedap, José Antunes de Oliveira (Zezito).