Fale Conosco

6 de abril de 2014

Taça Geraldo Beltrão de Futebol de Areia é encerrada com jogo festivo entre agentes e reclusos



O jogo amistoso entre agentes penitenciários e reeducandos da Penitenciária de Segurança Máxima de Mangabeira, ocorrido na tarde desta quinta-feira (4) na penitenciária marcou o encerramento oficial da 3ª Taça Geraldo Beltrão de Futebol de Areia, provomida através da parceria entre a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), em parceria com a Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O secretário de Administração Penitenciária, Wallber Virgolino fez uma saudação aos atletas, familiares, autoridades e a imprensa local, nacional e internacional, que se fez presente ao evento. “Quero agradecer a presença de todos vocês e ressaltar que este jogo festivo, assim como todas as outras atividades esportivas que acontecem aqui nas outras unidades, têm o caráter de inclusão, disseminação do espírito esportivo e mostrar para estas pessoas privadas de liberdade, que o Estado se preocupa com elas e está possibilitando a reincersão social e possibilidade de mudança de mentalidade por meio de ações de ressocialização”.

O jogo entre agentes penitenciários e os reclusos da cela 15, campeã do torneio,  terminou empatado em 3 x 3 no tempo regulamentar, sendo decidido nos pênaltis, com vitória para o time dos agentes penitenciárias, em um jogo muito disputado e marcado pela garra dos dois times. O time dos reclusos ainda reclamou de uma dos gols.

Além dos veículos de comunicação paraibanos, também realizaram a cobertura do jogo, a TV Bandeirantes, com a produção do programa A Liga, uma emissora pública de TV alemã, a ZDF e foto jornalista italiano, Nicoló Lanfranchi, que veio ao Brasil realizar uma matéria especial sobre futebol para uma revista especializada da Europa.

A Taça Geraldo Beltrão de Futebol de Areia teve a participação de 18 times, sendo uma equipe por cela, com 4 jogadores e um goleiro, além dos reservas. Atualmente, a Penitenciária Máxima de Mangabeira abriga 236 reclusos.