João Pessoa
Feed de Notícias

Tabajara AM comemora74 anos nesta terça e prepara nova programação

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 - 17:52 - Fotos: 

A Rádio Tabajara AM completa 74 anos de vida nesta terça-feira (25). A emissora, que é a primeira do Estado e uma das mais antigas do Brasil, prepara-se para estrear uma nova programação no dia 2 de fevereiro. A diretora-superintendente, a radialista Maria Eduarda Santos (Duda Santos), primeira mulher a assumir o cargo, anunciou que a Tabajara vai contar com uma atuação mais dinâmica no esporte e no jornalismo, uma tradição da emissora.

Na Tabajara FM haverá mais espaços para a música paraibana e à noite mais destaque para a música popular brasileira e mundial, além da participação de profissionais ligados à cultura e do reforço na cobertura jornalística. “Na FM vamos melhorar o que já é bom”, adiantou Duda Santos.

Durante toda a terça-feira, a Tabajara AM irá trazer nos intervalos da sua programação, mensagens de artistas e personalidades da Paraíba parabenizando a emissora pela passagem dos seus 74º aniversário. O governador Ricardo Coutinho também gravou mensagem ressaltando a importância da rádio para a cultura paraibana.

Origem da Tabajara – Na década de 1930, um grupo de amigos criou a Rádio Clube da Paraíba, uma emissora artesanal. Mais adiante, se tornaria o embrião da Rádio Tabajara da Paraíba, que foi inaugurada com a denominação Rádio Difusora do Estado, Estação de Rádio PRI-4. Foi criada no dia 25 de janeiro de 1937, apenas dois anos depois da Rádio Nacional ser inaugurada pelo Governo Federal.

O primeiro diretor da Tabajara foi Francisco Sales Cavalcante. Oitenta dias após sua inauguração a rádio foi denominada Tabajara. A rádio teve estúdio provisório no prédio de A União e lá funcionou até 1939, quando ganhou sede própria na rua Rodrigues de Aquino. O prefixo PRI-4 foi substituído por ZYI-689.

No ano de 1985 foi inaugurada a atual sede da Rádio Tabajara, no Corredor Pedro II, bairro da Torre, na Capital paraibana. Em 7 de agosto de 1999 foi inaugurada a Tabajara FM 105.5. A solenidade ocorreu na Praça do Povo do Espaço Cultural e a grande atração foi a Orquestra Tabajara, sob a regência do maestro Severino Araújo.

Em 1987, o Governo da Paraíba publicou uma revista comemorativa aos 50 anos de fundação da Rádio Tabajara AM, a antiga PRI-4. O professor, historiador e escritor José Octávio de Arruda Melo foi um dos responsáveis pela publicação. Em 29 de janeiro de 2002, A União publicou o livro “Tabajara, 65 anos, a Rádio da Paraíba”. A coletânea reúne 67 fotografias e 57 textos. O lançamento do livro ocorreu na Rádio Tabajara.

Diretores da emissora – Nesses 74 anos é a primeira vez que a Rádio é dirigida por uma mulher, a radialista Maria Eduarda Santos. Ao longo dessas sete décadas diversas pessoas assumiram a direção da Rádio Tabajara, entre eles, os jornalistas Gilson Souto Maior, Paulo Santos, Biu Ramos, Itamar Cândido, Deodato Borges, Petrônio Souto, Adelton Alves, Levy Soares, Antonio Barreto Neto, Manoel Raposo, Carlos Romero, José Souto, Genésio Sousa e Abelardo Jurema.

Artistas – Ao longo dessas sete décadas, a Tabajara vem registrando a história política, administrativa, econômica, social e, sobretudo, a trajetória cultural da Paraíba. Grandes nomes integraram o cast de artistas, autores de textos e locutores da emissora ou que se apresentaram em seus programas: Orlando Vasconcelos, Oscar de Castro, Eurípedes Gadelha, José Santa Cruz (que se tornou humorista), Meira Filho (que depois foi locutor de A Hora do Brasil, na Rádio Nacional e posteriormente foi eleito senador da República), Wilson Londres, Pachoal Carrilho, Jacy Cavalcanti, Gilberto Patrício, Polari Filho, Linduarte Noronha e Humberto Lucena (locutor nos anos 40).

São outros personagens dessa história: Jackson do Pandeiro, Genival Macedo, Francisco Ramalho, Otacílio Batista, Oliveira de Panelas, Manoel Serafim, Luizinho do Pagode, Sandra Mara, Cilaio Ribeiro, Carlos Romero, Barreto Júnior, a cantriz Nelie de Almeida, Cyro Monteiro, Orlando Silva, a Orquestra Tommy Dorsey, Ângela Maria, Luiz Gonzaga, Abelardo Jurema, Ipojuca Pontes, Geraldo Cavalcanti, Jonildo Cavalcanti, Mércia Paiva, Rino Visani, Trio Jaçanã, Bievenido Granda (cantor mexicano), Canhoto da Paraíba, Eclipse, Parrá, Nelson Gonçalves, Dircinha Batista, Irmãs Aciomán, Marlene Freire, Ruy de Assis, Teones Barbosa, Walter Lins, Zé Pequeno, Airton José, Marconi Altamirando, Maestro Nozinho, Braulita Cavalcanti, Penha Maria, Carlos Antonio, Antonio Assunção, Carlos Vasconcelos, Lula Rodrigues, Ernani Norat, Jadir Camargo, Marco Aurélio, Ivan Tomaz, dentre outros nomes.

O mais importante locutor noticiarista de toda a história da emissora do governo paraibano foi Paulo Rosendo, a voz padrão do Informativo Tabajara. Ele faleceu em abril de 1991. Ingressou na emissora em 1955. Antes do noticiário ele atuou como rádio-ator, participando de várias novelas produzidas na Tabajara.

No passado os locutores Humberto Lucena, Fernando Milanez, José Santa Cruz e Hayton Santos, falavam inglês, uma exigência da época. Abelardo Jurema escrevia crônicas no quadro ‘Do Teatro da Guerra’. Os textos eram lidos por Orlando Vasconcelos. Em 1980 Hayton Santos publicou ‘O Rádio Paraibano em Álbum de Recordações’.