Fale Conosco

22 de março de 2012

Sudema participa do Projeto Corredor da Biodiversidade da Mata Atlântica do Nordeste



A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) está participando do projeto Corredor da Biodiversidade da Mata Atlântica do Nordeste, que vem implementar uma política pública ambiental, oficializada pelo Ministério do Meio Ambiente, para a porção da Mata Atlântica localizada entre os estados nordestinos.

Na última reunião do projeto, realizada dia 16 de março, no Recife, foram avaliadas as propostas e os ajustes para as áreas focais incluídas no Corredor Ecológico do Nordeste. Estas áreas englobam fragmentos de Mata Atlântica com espécies remanescentes que devem ser restauradas, permitindo assim a conectividade entre eles, o que resulta na conservação da biodiversidade. As Áreas Focais foram definidas a partir de algumas variáveis como tamanho dos fragmentos, classificação dos fragmentos como áreas importantes para conservação, proximidade com Unidades de Conservação, entre outros.

Durante o evento, também foi iniciado um planejamento estratégico para as atividades do Conselho Gestor do Corredor Ecológico da Mata Atlântica do Nordeste, que é formado por organizações estaduais do meio ambiente do Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Pernambuco, de Alagoas, de Sergipe e da Bahia, por pesquisadores de Universidades Federais e Estaduais do Nordeste, ambientalistas e representantes de instituições privadas.

A partir dessas ações que vão implementar o Corredor Ecológico do Nordeste, vai ser possível atender, paralelamente, a outros projetos conservacionistas, também coordenados pelo Ministério do Meio Ambiente e ICMBio, fruto de parcerias com as organizações estaduais do meio ambiente nordestinas, como por exemplo, os Planos de Ação Nacional para Espécies Ameaçadas.

A próxima reunião do projeto Corredor da Biodiversidade da Mata Atlântica do Nordeste está prevista para abril.