João Pessoa
Feed de Notícias

Sucesso de vendas, 17º Salão de Artesanato se encerra neste domingo

sábado, 26 de janeiro de 2013 - 11:18 - Fotos:  Walter Rafael

O 17º Salão de Artesanato da Paraíba que, neste ano trouxe como tema “O Imaginário Infantil”, se encerra neste domingo (27), no Jangada Clube, praia do Cabo Branco,em João Pessoa. Nesta última semana de realização, o evento superou R$ 1 milhão em vendas sendo visitado por quase 70 mil pessoas.

Para a gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Ladjane Barbosa, os números mostram o sucesso do evento e os artesãos já se preparam para o próximo salão no mês de junho,em Campina Grande.“Muitos artesãos tiveram que voltar para casa antes da feira terminar porque simplesmente venderam todo o estoque. Mesmo assim, eles não param de trabalhar porque além das encomendas do pós-feira já se preparam para a participação em outros eventos”, disse.

Ladjane Barbosa destacou que já está sendo programado junto à coordenadora do PAP e primeira-dama Pâmela Bório, o tema do próximo salão,em Campina Grande, que será o couro. “Antes disso, no período de4 a7 de março, 32 artesãos vão representar a Paraíba na Craft Desgin,em São Paulo. Emseguida, de15 a24 no mesmo mês, no Shopping Boulevard,em Campina Grande, será realizada a Semana do Artesão”, destacou Ladjane.

Entre os artesãos que comemoram o sucesso do salão está Juliana Lins, 26 anos, que produz peças com tear manual. O ofício foi aprendido com mãe que há 40 anos fabrica as peças em casa. “Fazemos bolsas, conchas, mantas, casacos e roupas masculinas e femininas que agradam tanto os paraibanos que vão viajar e precisam se esquentar, quanto os turistas que fogem do frio, mas voltam agasalhados”, destacou a jovem que faz peças em lã, linha e seda.

Outro estande bastante visitando é o das famosas redes dos municípios de São Bento e Santa Luzia. Os turistas paulistas aprovaram a arte. “Elas são bem produzidas, acabadas com bicos de crochê e detalhes que não encontramos em nenhuma rede comprada no Sul”, relatou a turista Karina Magre, de São Paulo.

Artesanato Paraibano – Além do Museu de Brinquedos e da Casa de Bonecas montados nesta edição, também havia os brinquedos artesanais em madeira, renda renascença, artesanato com fibra da palha de coqueiro, fuxico, crochê, bambu, cabaça, metais, cerâmica, tecelagem, madeira, artesanato indígena, osso, couro, literatura de cordel, fios, algodão colorido e muita arte em habilidade manual.


Previdência Social –
Com o objetivo de orientar os artesãos sobre os direitos e deveres perante a Previdência Social, uma equipe de servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ficaram de plantão durante toda a quinta e sexta-feira (24 e 25) na praça Gastronômica do evento. Para a coordenadora do Programa de Educação Previdenciária (PEP), Célia Cristina, o espaço é importante para que os artesãos sejam assegurados. “Eles são contribuintes individuais e trabalham por conta própria. Por isso, precisam saber quanto tempo possuem de contribuição ou se não possuem vínculo com o INSS para que façam a inscrição o quanto antes”, orientou.

Gastronomia – Uma das novidades deste ano do Salão de Artesanato foi o espaço gastronômico que traz variedade de licores, cachaças, pimentas, castanhas, doces e rapaduras com sabores variados, além dos biscoitos caseiros típicos da culinária local.

O Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), que promove o salão, integra a Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Paraíba. O horário de visitação ao salão no domingo é de 15h às 23h.